A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021 | of 2022

(pt) France, UCL AL #330 - Antifascismo, Planejamento Familiar: Enfrentando Ataques Transfóbicos (ca, de, en, fr, it, tr)[traduccion automatica]

Date Mon, 19 Sep 2022 07:36:49 +0300


Uma nova controvérsia transfóbica atinge o planejamento familiar e ameaça nossos direitos reprodutivos e sexuais para todos. ---- Desde 18 de agosto, o planejamento familiar, uma estrutura que garante o acesso aos direitos sexuais e reprodutivos, foi vítima de um ataque reacionário extremamente violento no Twitter e outras redes sociais. Após a publicação de um cartaz mostrando um homem trans grávida, a extrema direita e seus simpatizantes estão pedindo o corte dos subsídios ao planejamento familiar e questionando sua legitimidade, um assunto agora coberto pela mídia. Por que tanta polêmica por um simples cartaz promovendo o acesso a recursos de planejamento familiar para todos ?
Surpreende-nos mais uma vez a aproximação entre as Terfs (feministas radicais transexcludentes : " feministas " transfóbicas) e a extrema direita mais clássica como o RN ou os resíduos da Reconquista. Não é por acaso que pessoas trans, marginalizadas e cujos direitos ainda são muito pouco reconhecidos na França, sejam alvo dessa nova polêmica.

A existência de pessoas transgênero é claro que obceca grande parte do direito, mas o planejamento familiar não é apenas atacado porque respalda os direitos e o acesso aos cuidados para essas pessoas. Na França, as associações anti-escolha, que lutam contra o direito e o acesso ao aborto e à contracepção, sabem que a maioria se opõe ao seu projeto. Assim, ao invés de atacar de frente, buscam cortar por todos os meios os subsídios essenciais à efetiva manutenção desses direitos. O trabalho de educação popular no planejamento familiar e as intervenções nas escolas para a educação na vida sexual e afetiva são um alvo prioritário da direita católica na França.

TERFS: PEÕES DA Extrema DIREITA

A estratégia deles é clara, criar um pânico moral para trazer uma maioria para apoiar seu projeto antiaborto ou pelo menos ficar calado diante dessa ameaça. Trata-se também de reunir uma parte das ex-feministas, com posições transfóbicas, com suas vozes antiplanejamento familiar e, portanto, em última análise, lutar contra os direitos reprodutivos em sentido amplo. Já implementada com sucesso nos Estados Unidos e no Reino Unido, essa estratégia possibilitou o avanço de projetos antifeministas e LGBTIfóbicos por lá.

Os Terfs, ao alegarem que o planejamento familiar não defenderia mais as mulheres cis, estão fazendo o jogo da extrema direita, que busca eliminar a associação francesa de defesa do acesso ao aborto, embora esse direito tenha apenas de ser questionado no Estados Unidos. Por meio dessa aliança, colocam em risco não apenas os homens trans, mas também todas as pessoas cujos direitos são defendidos pelo planejamento familiar.

Essa polêmica nos lembra que a extrema direita, além de racista e aliada do capital, continua sendo inimiga das mulheres e das pessoas LGBTI. Diante de ataques midiáticos e tentativas de desestabilização de organizações e lutas sociais orquestradas pela extrema direita, a esquerda deve se unir e manter um discurso claro em defesa dos direitos de todos nós, é assim que podemos fazer recuar o fascismo.

Melissa e Benjamin (UCL Orleans)

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Planning-familial-Faire-front-face-aux-attaques-transphobes
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe https://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt