(pt) Brazil, CAB anarquista,[COMPA]Nota de solidariedade às comunidades atingidas por enchentes em MG e BA (ca, de, en, fr, it)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 23 de Janeiro de 2022 - 07:53:58 CET


O COMPA - Coletivo Mineiro Popular Anarquista - apresenta sua solidariedade às 
famílias atingidas pelas enchentes, deslizamentos de terra e rompimentos de 
barragens. ---- NÃO SÃO TRAGÉDIAS, SÃO CRIMES! ---- CHEGA DE CONFUNDIR O DESCASO 
COM FATALIDADE! ---- Desde o início da temporada de chuvas, o rastro de 
destruição e morte em mais de 300 municípios é visto nos estados de Minas Gerais 
e Bahia. Desde outubro de 2021, estes dois estados já contabilizam mais de 70 mil 
pessoas desabrigadas ou desalojadas e mais de 50 mortes. ---- CHEGA DE CULPAR A 
NATUREZA PELO CRIMES DO ESTADO E DO CAPITALISMO!
As mineradoras e agronegócio são duas facetas da mesma moeda. Destroem nossos 
recursos naturais, fragilizam o solo, mudam a harmonia da natureza e por conta 
disto nos submete a situações cada vez mais extremas.

O governo Zema (Partido NOVO) mostra-se como mais um lacaio a serviço do grande 
Capital e trabalha para que as leis sejam cada vez mais fracas com esses 
exploradores da natureza e do povo.

As ditas flexibilizações das leis de conservação da natureza tem apenas um 
objetivo: Aumentar ao infinito o lucro das mineradoras, do agronegócio e dos 
acionistas das bolsas de valores.

Enquanto isso, ao povo resta o medo constante provocado pela falta de segurança 
das barragens, a doença advinda dos agrotóxicos e a miséria dado a perda do pouco 
que tem ante às enchentes ou às secas. E novamente, são os mais pobres que sofrem 
a perda de seus familiares, de suas casas e de sua própria história.

SOLIDARIEDADE DOS "DE BAIXO" E A HIPOCRISIA DOS "DE CIMA"

Nós, os "de baixo" organizamos de modo imediato as mais diversas ações de 
solidariedade.

Garantimos abrigos a muitos sob nossos tetos, conseguimos alimentos, roupas, água 
potável e acolhimento. Faríamos muito mais se não estivéssemos submetidos à uma 
sociedade que nos rouba e nos explora.

Enquanto isso, o Estado não apresenta alternativas que garantam a sobrevivência 
das pessoas e a reparação integral dos direitos de famílias que, simplesmente, 
perderam tudo.

A função de governadores e prefeitos deve ser planejar e executar ações que sejam 
capazes de interromper o sofrimento do povo mas não o fazem e a intenção é 
simples! Lucrar com o sofrimento e fazerem propaganda eleitoral em cima disto.

POR UM MODELO SUSTENTÁVEL QUE SIRVA ÀS NOSSAS REAIS NECESSIDADES!

Sejamos incisivos em lembrar que é necessário destruir esse modelo de sociedade 
que não nos serve - e nunca nos serviu!
De modo imediato devemos continuar a construir redes de solidariedade e também 
cobrar dos governantes e das empresas a responsabilidade de arcar com os custos 
da reconstrução de nossas casas, nossos bens e nossas cidades.

Porém, somente na construção de um POVO FORTE seremos capazes de novos modelos de 
cidade, de produção agrária e de exploração mineral que não estejam à serviço do 
lucro, mas do bem estar de todas e todos, da igualdade e da fraternidade.

É necessário construir um POVO FORTE PARA O PODER POPULAR!
PELA REVOLUÇÃO SOCIAL!

http://cabanarquista.org/2022/01/12/compa-nota-de-solidariedade-as-comunidades-atingidas-por-enchentes-em-mg-e-ba/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt