(pt) Itália, Iniciativa Libertária - Pordenone: CASERMA GREEN, POLÍGONOS DE CHUMBO E GREEN HEALTH (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 18 de Janeiro de 2022 - 09:28:51 CET


Na FVG temos a maior densidade de estruturas militares da Europa, agora a maior 
parte em estado de total abandono. ---- Uma pesquisa bastante recente conseguiu 
identificar até 285 áreas militares. --- Em 2006, um estudo do Ministério Público 
Militar de Pádua (2001) foi publicado em uma revista nacional, que registrou 407 
locais militares abandonados para Friuli Venezia Giulia. Quase significa um 
quartel a cada 15km. ---- Mas para estar ciente do verdadeiro número um teria que 
contornar o segredo militar que ainda nos impede de obter o mapeamento exato.
A este corolário de edifícios construídos sem qualquer estratégia urbanística, 
destacam-se os ainda em uso (e são dezenas), a Base da USAF em Aviano com as 50 
bombas atómicas, que se estende por dois países (Aviano e Roveredo em Piano) e o 
9 polígonos militares em que são realizados exercícios de fogo, lançamentos de 
veículos pesados e, no passado, o tório radioativo (Cellina-Meduna) e 
provavelmente o urânio empobrecido (Cao-Malnisio) foram usados com satisfação. 
São sítios que deveriam estar sob Proteção Especial para sua biodiversidade (SIC 
e ZPS). Este é, portanto, o cenário de uma região que vem sendo assediada e 
explorada há anos pelo uso e consumo de políticas militaristas.
Se pensarmos que todas essas áreas abandonadas precisariam de medidas maciças de 
recuperação para serem convertidas, só podemos imaginar a despesa a ser suportada 
pela comunidade.
Não é por acaso que durante décadas o Ministério da Defesa sempre tentou o papel 
da "transferência" para o património regional e municipal destes quartéis e 
quintas anexas, uma verdadeira "descarga de barris" cujos custos, de qualquer 
forma, recaem sobre os ombros de todos de nós.
> As despesas militares aumentam à medida que as pessoas também morrem do vírus, 
mas não apenas.
Continuamos em plena pandemia, todos e todos nós vivemos as consequências de 
décadas de políticas de privatização de serviços essenciais e em particular do 
serviço nacional de saúde. As milhares de mortes por COVID19, a quantidade 
impressionante de hospitalizações, muitas vezes intensivas, que deixaram os 
profissionais de saúde de joelhos, enganaram toda a retórica dos governos sobre 
suas prioridades políticas.
Em 2022 foi ultrapassado o muro de 25 bilhões no orçamento de defesa (aumento de 
3,4% em relação a 2021) e um salto de quase 20% em 3 anos.
Mais um bilhão para a compra de novas armas: com um total de 8,27 bilhões, 
estamos em alta!
> Cidadela Militar em Comina? Senhor Não!
O projeto obsceno de erguer uma Cidadela Militar em Comina, emprestando técnicas 
de greenwashing de grandes empresas poluidoras e predatórias é inaceitável!
Hectares de território mais uma vez dedicados a projetos de militarização do solo 
com tela de academias, cursos e serviços ao cidadão já não são admissíveis em 
anos de grave crise ecológica, muito menos em situação dramática, principalmente 
em uma província onde os serviços de saúde sofrem com a falta de pessoal, falta 
de investimento, fechamento de hospitais e sangramento contínuo de médicos 
especializados.
Quando 9 milhões de lucros são feitos nestas condições, mesmo vendo-os 
arrebatados da Região, isso significa apenas que a saúde das pessoas não tem 
valor para administradores de lucros empresariais e eleitorais.
Da Sicília recebemos notícias do PCTO (a famigerada alternância escola/trabalho) 
assinado por algumas escolas com alguns quartéis, é este o futuro esperado pelas 
administrações locais em aliança com o Comando Militar de Áries no apoio ao novo 
"quartel verde"? Uma maneira de colocar uma mancha colorida na crise de 
alistamento voluntário no exército, que já dura décadas?
Faremos o que estiver ao nosso alcance para travar esta enésima devastação 
militarista, hoje mais do que nunca a saúde de todos e a proteção da 
biodiversidade são parte integrante e prioritária de um projeto que prevê a 
conversão de militares em civis e o encerramento definitivo de todos os lugares. 
de guerra, isto é, de morte!

Iniciativa Libertária - Pordenone

https://www.facebook.com/iniziativalibertaria/posts/10158009310791486


Mais informações acerca da lista A-infos-pt