(pt) yeryuzu postasi: A onda de protestos que eclodiu em 19 de dezembro, no Sudão. (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 6 de Janeiro de 2022 - 08:21:12 CET


aniversário da rebelião de 2019, continua contra o golpe militar ocorrido em 25 
de outubro no Sudão. ---- Dezenas de milhares de pessoas se juntaram às 
manifestações nas cidades de Cartum, Omdurman e Bahri na quinta-feira. Os 
confrontos começaram depois que a polícia atacou os manifestantes com gás 
lacrimogêneo e bombas sonoras. No depoimento da comissão de médicos, constatou-se 
que aumentou para 5 o número de pessoas que perderam a vida nos ataques dos 
policiais contra os protestos e que pelo menos 297 manifestantes e 49 policiais 
ficaram feridos.
--------------------------------------
Earth Post @yeryuzupostasi
A onda de ação que estourou em 19 de dezembro, aniversário da rebelião de 2019, 
contra o golpe militar ocorrido em 25 de outubro no Sudão, já dura 11 dias. Foi 
anunciado que pelo menos 4 pessoas morreram nos ataques da polícia contra as 
manifestações em Cartum, Omdurman e Bahri na quinta-feira.
https://twitter.com/i/status/1476853786081730562
-------------------------------------
Os protestos continuaram desde o golpe de 25 de outubro, quando Abdallah Hamdok 
foi demitido e reintegrado como primeiro-ministro. O governo de 30 anos de Omar 
al-Bashir chegou ao fim com o golpe militar ocorrido após a grande onda de 
protestos no Sudão em 2019. Após o golpe militar em 25 de outubro de 2021, o 
governo foi dissolvido e dezenas de políticos, incluindo o primeiro-ministro 
Abdullah Hamduk, foram detidos. Hamduk foi posteriormente libertado e, em 21 de 
novembro, um acordo foi assinado entre o primeiro-ministro Abdullah Hamduk e o 
comandante do exército, general Abdulfettah al-Burhan.

https://www.yeryuzupostasi.org/2022/01/01/sudanda-askeri-yonetime-karsi-eylemler-suruyor/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt