(pt) Coletivo Mineiro Popular Anarquista - COMPA: Na última sexta, o diretor e às vice-diretoras da Escola Estadual Maestro Villa Lobos foram exonerados da direção da escola.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 3 de Setembro de 2021 - 08:53:02 CEST


dia 27/08/2021, o diretor THIAGO LUIZ FERREIRA MIRANDA e às vice-diretoras 
CAROLINA PAULINO ALCÂNTARA e BRUNA MONTEIRO DA FONSECA da Escola Estadual Maestro 
Villa Lobos foram exonerados da direção da escola. ---- A chapa foi eleita pela 
comunidade escolar numa vitória esmagadora com 82% dos votos entre os 
trabalhadores e trabalhadoras da educação, estudantes e família dos estudantes. 
----  Ao exonerar uma direção democraticamente eleita com enorme respaldo 
popular, o governador Zema e sua secretária de educação Julia Santana cometem um 
ato autoritário rompendo com a democracia de base das escolas. ----  O caso se 
torna ainda mais arbitrário pois foi negado ao Thiago Miranda o motivo de sua 
exoneração, se limitando dizer que existiam denúncias, porém não foram citadas as 
denúncias nem o direito do diretor se defender.
  A ação do Zema é idêntica a do seu aliado Bolsonaro, que nomeia interventores 
para Universidades Federais em locais que não concorda com o resultado das 
eleições. Thiago Miranda é Conselheiro do SINDUTE-MG e tem um histórico de lutas 
como professor, sua exoneração é de fato uma perseguição política, um ataque a 
educação pública e seus processos democráticos.
  Exigimos que o Thiago tenha acesso ao processo que ele foi submetido, é 
inadmissível alguém ser acusado, julgado e condenado de algo sem ao menos saber 
do que se trata acusação e nem se defender, uma prática digna de uma ditadura.
  Por isso exigimos também a recondução Thiago Luiz Ferreira Miranda, Bruna 
Monteiro da Fonseca e Carolina Paulino Alcântara à direção da escola. Não vamos 
permitir tal retrocesso na já sucateada educação pública.
  A Resistência Popular Sindical-MG irá realizar uma reunião online ás 19h na 
segunda-feira (30/08/2021) e convida a todos e todas trabalhadoras da educação, 
movimentos sociais e organizações políticas e demais interessadas para organizar 
próximas ações de protesto contra esse ato autoritário do governo Zema.
  Entre em contato com a página Resistência Popular - Sindical Minas Gerais para 
ter acesso a reunião.

https://www.facebook.com/compacab/posts/6095255130544385


Mais informações acerca da lista A-infos-pt