(pt) France, UCL -A polícia à frente, em marcha ... e todos atrás ! (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 27 de Maio de 2021 - 09:48:20 CEST


Neste dia 19 de maio foi organizada uma "marcha dos cidadãos" em frente à 
Assembleia Nacional, em apoio à polícia, a pedido dos seus principais sindicatos 
representativos. Esta marcha à qual estavam ansiosos por responder presentes, 
como Gérard Darmanin, o Ministro do Interior, muitas figuras políticas, de Jordan 
Bardella (RN) a Olivier Faure (PS), Yannick Jadot (EELV) e Fabien Roussel (PCF) 
estiveram em fato um comício político e uma demonstração de força. ---- Por trás 
do slogan "proteger quem protege a República", era preciso entender "proteger 
quem protege o Estado e o Capital". É por isso que os representantes dos 
interesses da burguesia estavam todos atentos, perante esta mascarada de 
manifestação popular, uma verdadeira manifestação populista, autoritária e 
liberticida. Diante de um símbolo da democracia representativa, essa mensagem foi 
bem clara. Uma república policial, isso é o que os manifestantes pediam e o que 
seus apoiadores aplaudiam.

Obviamente, esses defensores da República nada tinham a dizer sobre o uso 
sistemático da polícia para reprimir, criminalizar e proibir as manifestações do 
campo social. Nada sobre a impunidade quase absoluta dos policiais e gendarmes 
que insultam, humilham, batem, mutilam ou matam com o apoio cúmplice de sua 
hierarquia. Nada no volante de segurança perfeitamente assumido de Macron com 
Darmanin no comando: lei sobre separatismo, lei de segurança abrangente e em 
breve outra lei anti-terrorista.

Essas manifestações não são novas, mas tendem a se multiplicar desde 2016, quando 
vimos desfilar policiais armados à noite nas ruas de Paris, Bordéus, Le Mans ou 
Marselha. Depois das duas colunas militares publicadas em Valores atuais, é hoje 
um novo marco da fascinação desenfreada da sociedade. A mensagem implícita é 
clara, as unidades armadas e treinadas sensatas, parece que nos protegem, 
procuram nos impor sua visão de mundo: um mundo onde o protesto social será 
proibido. Agora ignoramos toda pretensão, longe do slogan unificador "proteger e 
servir" agora é "impor e punir".

A polícia não é e nunca será a solução para os males sociais que nos afligem. 
Enquanto prevalecer um sistema que se alimenta da miséria e da exploração, nunca 
estaremos em paz e a escalada da segurança não mudará nada.

A UCL apóia todas as vítimas da violência policial e continuará lutando por uma 
sociedade livre do Estado, da Capital e de sua polícia.

Administramos nossa própria segurança, para autodefesa popular.

União Comunista Libertária, 24 de maio de 2021

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?La-police-en-avant-en-marche-et-tous-derriere-9138


Mais informações acerca da lista A-infos-pt