(pt) [França] Conflito israelense-palestino: contra todas as fronteiras, pela paz entre os povos! By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 25 de Maio de 2021 - 08:34:57 CEST


COMUNICADO DO SECRETARIADO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA FEDERAÇÃO ANARQUISTA 
FRANCÓFONA, MEMBRO DA IFA - INTERNACIONAL DAS FEDERAÇÕES ANARQUISTAS ---- Décadas 
de conflito, décadas de expulsões, colonização... Tantos anos de desrespeito ao 
direito internacional. ---- Décadas de planos de paz para inglês ver... ou que 
levaram à morte daqueles que os defendiam. ---- Décadas de feridos e mortos. ---- 
Décadas de mentiras, de grupos religiosos fanáticos, palestinos ou israelenses, 
jogando com ódios. ---- Demasiados anos em que seres foram variáveis de ajustes 
segundo os interesses de tantos atores e não apenas israelenses ou palestinos. 
---- Há uma semana, as brasas incandescentes viraram chamas! ---- Sempre com os 
mesmos ingredientes: expulsões, resistência e manifestações, repressão 
ultraviolenta e completamente ilegítima, e agora roquetes contra ataques aéreos.

E sempre os mesmos resultados:

Mortos, feridos, destruição.

Netanyahu e seus aliados de extrema direita (desde aqueles que tentam governar ao 
seu lado até os "jovens da colina" e outros grupúsculos racistas e violentos), 
têm todo o interesse, por razões de política interna, e para se proteger da 
justiça, no caso do Netanyahu, em conduzir ações que reacendam as chamas, que 
permitam que o Hamas entre em cena.

Se, à primeira vista, pode-se pensar que tudo separa Netanyahu, seus aliados e o 
Hamas, na verdade, todos estão muito mais jogando um para o outro do que se 
poderia pensar.

Netanyahu, seus aliados e o Hamas compartilham muito mais o amor pela guerra, 
pelo ódio, pela divisão, do que o desejo de uma solução duradoura para esse 
conflito. Conflito que já está durando muito tempo. Tais políticas identitárias e 
nacionalistas só resultaram na morte de pessoas inocentes e na prisão perpétua 
(ou quase) de toda uma população da Faixa de Gaza.

Quanto ao segundo poder político palestino, o de Mahmoud Abbas, é inaudível e não 
parece representar mais esperança para a juventude palestina do que os outros.

Estamos ao lado daqueles que, na Palestina e em Israel, atuam pela paz, pelo 
respeito aos direitos do povo palestino e que resistem e militam contra as 
políticas racistas e colonialistas do governo israelense.

Uma paz duradoura no mundo só pode ser alcançada através da abolição de todas as 
fronteiras e de todos os exércitos!

Mais do que nunca, fora a guerra! Fora a colonização! Fora o nacionalismo! E viva 
a solidariedade, a paz e a liberdade.

16 de maio de 2021

federation-anarchiste.org

Tradução > Alainf_13

agência de notícias anarquistas-ana


Mais informações acerca da lista A-infos-pt