(pt) luta fob: México | Cherán KŽeri completa 10 anos de autogoverno e exemplo para os povos

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 8 de Maio de 2021 - 08:50:44 CEST


No último dia 15 de abril, o autogoverno popular-indígena de Cherán K'eri, 
município do planalto purhépecha no estado de Michoacán, no México, celebrou os 
10 anos do levante armado que libertou a cidade, expulsou o crime organizado, a 
polícia e os partidos políticos institucionais, dando origem ao autogoverno local 
baseado em conselhos comunitários de decisão coletiva, que funcionam segundo os 
próprios usos e costumes do povo purhépecha. ---- Em 2011, em um processo de 
libertação dirigido pelas mulheres indígenas, os cerca de 20 mil habitantes se 
ergueram contra os cartéis do crime organizado e as autoridades locais cúmplices 
do corte clandestino de árvores, da devastação dos bosques e dos assassinatos e 
sequestros pelo narcotráfico. Caminhões usados para o transporte de madeira foram 
incendiados, barricadas levantadas nas entradas da cidade, e o presidente 
municipal do PRI, cargo equivalente ao de prefeito, foi expulso da cidade, com o 
Palácio Municipal sendo ocupado pelo povo em armas.

A assembleia comunitária para as discussões e decisões coletivas deu origem ao 
Concejo Mayor de Gobierno de Cherán K'eri, organismo de autogestão local que 
coordena 8 conselhos populares e administra as quatro zonas de Cherán. A Ronda 
Comunitária, formada por homens e mulheres, é o organismo de autodefesa popular, 
que funciona como uma polícia comunitária e patrulha os bairros da cidade 
purhépecha. Um organismo de justiça popular também foi instalado para julgar 
crimes locais, que se relacionam principalmente com o abuso de álcool. Os níveis 
de violência foram quase reduzidos à zero nesse período de autogoverno. Em 
fevereiro de 2012, o povo de Cherán apelando para leis internacionais conseguiu o 
direito legal na justiça mexicana à autodeterminação social e política, sendo o 
primeiro município autogovernado legalmente e reconhecido no México, inspirando 
outros povos indígenas do país. A conquista de Cherán como "município indígena", 
assim como, a legalidade do seu governo comunitário a partir dos "usos e 
costumes", está baseada nos artigos 5 e 6 do Convênio 169 da OIT, ratificado no 
México em 1990, assim como nos artigos 18 e 19 da Declaração das Nações Unidas 
sobre os Diretos dos Povos Indígenas, assinada em 2007.

Estrutura orgânica do Governo Comunitário de Cherán K'éri (2018-2021)
As mesmas fogueiras que foram instaladas no levante de 15 de abril de 2011 nas 
rotas dos caminhões dos talamontes (como são chamados os madeireiros ilegais 
ligados ao narcotráfico), continuam servindo hoje, 10 anos depois, como pontos de 
reuniões comunitárias onde ocorrem as assembleias de bairro, se tratam dos 
problemas locais e se decidem os representantes perante outras instâncias. 
Simbolizam também o "deus do fogo", principal entidade espiritual dentro da 
cosmovisão purhépecha.

A gestão eleita para o período de 2018-2021 do Concejo Mayor de Gobierno 
organizou neste mês de abril de 2021 uma grande programação de atividades para 
celebrar os 10 anos de autogoverno comunitário de Cherán. Durante a pandemia de 
Covid-19 os conselhos comun

https://lutafob.org/8869/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt