(pt) France, UCL- Folheto, Diante do racismo e do fascismo, solidariedade de classe ! (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 24 de Dezembro de 2021 - 09:26:26 CET


Junto com o racismo de estado, continuado e intensificado sob Macron, a ameaça 
fascista é mais pesada do que nunca no país com a aproximação das eleições 
presidenciais. Diante do racismo e do fascismo, devemos trabalhar por uma 
resposta popular em todas as frentes, para afirmar a solidariedade de classe e 
conquistar nossos direitos ! ---- Em 24 de novembro, 27 exilados morreram no 
Canal da Mancha, enquanto dezenas deles se encontram abandonados no frio em 
Calais e constantemente agredidos. Enquanto o estado continua sua política 
assassina em relação aos migrantes, Marine Le Pen enfrenta a competição na 
extrema direita por outro candidato fascista, Eric Zemmour, que fala abertamente 
em seu programa racista de "remigração".

O discurso e os atos de ódio estão cada vez mais presentes na sociedade, 
veiculados tanto pela burguesia quanto pela mídia e pela esfera política: o 
debate público está poluído pelos temas da extrema direita e sua visão de mundo 
baseada no medo., Exclusão e individualismo.

Só a nossa mobilização conta
A única forma de os fazer recuar é dando vida à solidariedade, igualdade e 
dignidade através das nossas mobilizações: falam a muitas camadas da população e 
são um ponto de apoio essencial para a constituição de um amplo movimento social.

O retrocesso dos fascistas e de suas ideias não pode ser feito sem reunir nosso 
campo social em torno das lutas anti-racistas e também por novas conquistas 
sociais: contra o racismo, mas também para os trabalhadores, pelos direitos das 
mulheres e dos LGBTI, apenas os a proliferação de lutas emancipatórias pode 
impedir o fascismo.

Essas mobilizações devem ser construídas democraticamente, apoiando iniciativas 
locais e auto-organizadas, ajudando-as a crescer e se unir. A união da nossa 
classe em ação possibilitará a estruturação de um movimento massivo, que carregue 
a nossa solidariedade !

Luta pelas nossas condições de vida
  Diante do fechamento de fronteiras, exigimos liberdade de locomoção, sem muros 
ou acampamentos, bem como o fechamento de presídios e Centros de Detenção 
Administrativa (CRA).
  Diante da exploração capitalista e racista, defendemos a regularização dos 
migrantes sem documentos e uma melhoria geral das condições de trabalho, sem as 
quais nenhuma igualdade é possível.
  Diante da violência do Estado, denunciamos a violência e os crimes policiais e 
exigimos verdade e justiça para suas vítimas.
  Diante do racismo institucional, denunciamos os controles de fácies, as leis 
que destroem a liberdade (em particular a lei do "separatismo") e a dissolução de 
associações como o CCIF.
  Diante do imperialismo francês, exigimos o fim das operações militares 
(notadamente Barkhane) e do franco CFA. Somos solidários e apoiamos movimentos 
pela autonomia popular ou independência em territórios marcados pelo colonialismo 
francês, como Kanaky ou Guadalupe.

A partir do dia 18 de dezembro, unamo-nos de forma avassaladora para dizer não ao 
autoritarismo, ao fascismo e ao racismo ! Nosso país se chama Solidariedade !

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Face-aux-racismes-et-au-fascisme-solidarite-de-classe


Mais informações acerca da lista A-infos-pt