(pt) Bandeira Negra anarquismo: grande Revolta Palestiniana 1936-1939(ca, de, en, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 20 de Abril de 2021 - 08:28:06 CEST


Neste dia, a 15 de Abril de 1936, deu-se a grande Revolta Palestiniana, na 
Palestina, ainda então sob mandato britânico. A revolta foi impulsionada pelo 
avanço da ocupação Sionista de territórios palestinianos, e pela ocupação 
britânica, que na altura ainda exercia controlo administrativo e legal da região. 
A revolta começou como uma greve geral que terá durado entre seis meses e um ano, 
continuando até 1939, com revoltas populares e protestos. Para lidar com a 
situação, foi nomeada uma comissão pelo governo britânico, para investigar as 
causas da revolta- a comissão Peel, o nome vem do seu representante, Lord Peel- 
que em 1937 propôs um plano de partição territorial, em dois estados, o que 
aumentou os ímpetos revoltosos. Estas revoltas aumentaram o controlo e opressão 
dos cidadãos palestinianos, que já sofriam com um regime de leis discriminatório, 
imposto pelos ingleses, que limitava as liberdades dos cidadãos árabes na região. 
Numa tentativa de lidar com os revoltosos, a Inglaterra aliou-se a milícias e 
grupos armados sionistas que atuavam na região contra os nativos. Segundo algumas 
fontes, estas revoltas marcaram o início das forças de segurança do estado de 
Israel- os diferentes grupos armados sionistas puderam congregar-se e começar a 
atuar em conjunto, sob a tutela britânica.
Na 4ª e 5ª fotos: Soldados britânicos a explodirem seletivamente casas de 
cidadãos árabes.

https://www.facebook.com/bandeiranegraanarquismo/posts/1515356815523008


Mais informações acerca da lista A-infos-pt