(pt) France, Union Communiste Libertaire UCL - UCL press release, Recuse a campanha islamofóbica de "separatismo" (de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 9 de Outubro de 2020 - 07:01:41 CEST


Na sexta-feira, 2 de outubro, Macron apresentou os contornos do próximo projeto de lei contra o "separatismo", que é claro que esta é uma 
campanha islamofóbica em grande escala que visa estigmatizar ainda mais as pessoas que são muçulmanas ou designadas como tal. A UCL 
participará de todas as mobilizações para o combate a este projeto de lei islamofóbica. ---- Na sexta-feira, 2 de outubro, Macron apresentou 
os contornos do próximo projeto de lei contra o "separatismo", que é claro que esta é uma campanha islamofóbica em grande escala que visa 
estigmatizar ainda mais as pessoas que são muçulmanas ou designadas como tal. ---- Enquanto as demissões chegam a centenas de milhares e a 
crise da saúde descobre a destruição do sistema de saúde pública orquestrada pelas políticas capitalistas, é o "verdadeiro separatismo", o 
das desigualdades sociais e da discriminação, que é urgente impeachment. É o legado do racismo colonial que deve ser combatido.

Verdadeira festa de clichês islamofóbicos dignos de um café comercial reacionário, a apoteose desse discurso terá sido a denúncia abstrata 
de motoristas de ônibus recusando "trajes indecentes" ... embora o ministro Blanquer se orgulhe de ter uma opinião "republicana"no tamanho 
das saias das meninas do colégio !

Nem uma palavra foi dita sobre os ataques e degradação dos locais de culto muçulmanos, nem uma palavra sobre os ataques aos muçulmanos, nem 
uma palavra sobre os comentários racistas e o incitamento recorrente ao ódio racial que polui a grande mídia. ouço.

Por outro lado, há vários meses o debate público foi saturado pela denúncia desse chamado "separatismo". Os ministros transformaram isso em 
seu cavalo de batalha principal, entre os quais se destaca o Sarkozyste Darmanin (ainda no cargo quando acusado de estupro).

Há vários meses, o racismo e a xenofobia tomaram conta. O semeador de ódio Zemmour, à frente da gôndola do racismo, reincidente condenado, 
continua a derramar seu veneno.

É urgente reagir e devemos saudar neste sentido a posição comum assumida pelos sindicatos CGT, FSU, Solidaires, Unef e UNL de 25 de setembro 
denunciando este projeto de lei sobre o separatismo como um desejo de divisão das classes trabalhadoras e um ataque ao secularismo tal como 
definido pela lei de 1905. Várias organizações tão distintas como Attac, Free thinking, LDH ou o Coletivo de 10 de novembro contra a 
islamofobia denunciam a campanha de "separatismo" liderada por o governo.

A UCL, por sua vez, participará de todas as mobilizações voltadas para o combate a esse projeto de lei islamofóbico.

União Comunista Libertária, 5 de outubro de 2020

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Refusons-la-campagne-islamophobe-sur-le-separatisme


Mais informações acerca da lista A-infos-pt