(pt) France, Union Communiste Libertaire UCL - UCL press release, Apoio ao CCIF contra ameaças de dissolução: não, o CCIF não é uma farmácia proterrorista ! (de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020 - 14:26:14 CET


O governo lançou oficialmente o procedimento para dissolver o Comitê contra a 
Islamofobia na França, uma ONG de direitos perfeitamente legalista, contra a qual 
não existem acusações graves. Ao fazer isso, ele forma um "inimigo interno" que 
abrange todos os muçulmanos. Este é um sério atentado às liberdades públicas, e a 
UCL denuncia sem reservas. ---- O Ministro do Interior, Gerald Darmanin, anunciou 
na quinta-feira, 19 de novembro, que enviou uma carta lançando o processo de 
dissolução ao Coletivo contra a Islamofobia na França (CCIF). Esta decisão 
segue-se à ameaça que pairava sobre a associação há um mês, tendo-a 
vergonhosamente acusada de ser uma "farmácia islâmica trabalhando contra a 
República" após o assassinato de Samuel Paty, professor de 
Conflans-Sainte-Honorine (78).

Já havíamos notado em nosso comunicado de imprensa após esses eventos que as 
acusações do governo contra esta associação anti-racista eram não apenas 
infundadas, mas também perigosas . Especializada na questão da islamofobia, a 
CCIF é uma associação de defesa dos direitos, cuja ação se insere no âmbito da 
legislação francesa. Nada mais legalista. Sugerir que se trata de uma farmácia 
proterrorista, sem nenhuma prova tangível disso, é um sério atentado às 
liberdades públicas.

No entanto, esta dissolução não tem objeto, conforme especificado pelo CCIF em 
seu último comunicado de imprensa, uma vez que o coletivo, desde as ameaças 
governamentais, transferiu sua sede para o exterior a fim de poder continuar a 
fornecer assistência jurídica às pessoas vítimas de islamofobia e ajudar os 
muçulmanos a se defenderem do racismo que sofrem na sociedade francesa 
(degradação de locais de culto, insultos e ataques, incitação recorrente ao ódio 
racial na mídia, etc.).

Esta repressão enquadra-se bem numa velha tradição colonial de medidas 
excepcionais, para contrariar a resistência e a auto-organização dos que sofrem 
de racismo de Estado.

A União Comunista Libertária apoia o CCIF e condena veementemente a postura de 
Gérald Darmanin, que fala muito sobre o endurecimento das liberdades deste 
governo. Com o anúncio de uma lei sobre o "separatismo" , pretende construir um 
"inimigo de dentro" que, como prova o caso CCIF, pretende lançar suspeitas sobre 
todo o Minoria muçulmana neste país.

União Comunista Libertária, 23 de novembro de 2020

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Soutien-au-CCIF-contre-les-menaces-de-dissolution-non-le-CCIF-n-est-pas-une


Mais informações acerca da lista A-infos-pt