(pt) Resistência Popular Estudantil Paraná: APRESENTAÇÃO DA RESISTÊNCIA POPULAR ESTUDANTIL - PARANÁ

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 18 de Março de 2020 - 07:41:36 CET


A Resistência Popular Estudantil - Paraná é um agrupamento de tendência da esquerda libertária que se propõe a construir o movimento 
estudantil no estado, com atuação, até o momento, no contexto universitário de Curitiba. ---- No âmbito das lutas, existem os movimentos 
sociais, que reúnem pessoas que têm um objetivo em comum em relação a determinada demanda popular. Os movimentos por moradia, por exemplo, 
agrupam aquelas e aqueles que estão em condições fragilizadas quanto ao local em que moram, e que buscam, coletivamente, conquistar direitos 
de residir dignamente. Já o movimento estudantil reúne estudantes que têm por objetivo melhorar condições de acesso, permanência e ensino 
nas escolas e universidades. Para participar de um movimento social, é necessário estar disposto a se unir com outras pessoas que 
compartilhem das mesmas demandas para que, juntas, se organizem para alcançá-las. Porém, para integrar um movimento social, as pessoas não 
precisam compartilhar, necessariamente, das mesmas ideologias políticas e mesmos princípios.

Por outro lado, grupos que são unidos não por uma necessidade mas sim pela ideologia são chamados de organizações políticas - como partidos 
políticos, as correntes que os compõem, por exemplo. Para fazer parte delas, é necessário partilhar de acordos ideológicos específicos, como 
anarquismo especifista, marxismo-leninismo, maoísmo, etc.

Já o agrupamento de tendência se propõe a atuar em um nível intermediário - político-social. Sendo assim, para participar da RP Estudantil 
PR, o critério é concordar com os princípios que norteiam a nossa prática - que são mais abrangentes que um acordo ideológico específico, 
mas não são tão amplos quanto os do movimento estudantil.

Durante um período de quase dez anos (2009-2019), um agrupamento de tendência libertária chamado Coletivo Quebrando Muros (CQM) atuou no 
estado do Paraná, estando inserido, principalmente, no movimento estudantil de universidades federais e estaduais da capital. Por razões 
diversas, como problemas organizativos, o CQM encerrou suas atividades no início do ano passado. Contudo, militantes que atuaram no CQM e 
que continuam acreditando na importância da tendência estudantil se uniram para construir uma nova organização, comprometendo-se a romper 
com os problemas do passado e a atuarem de forma ativa e alinhada em nossos locais de estudo.

Nesse momento, nos somamos a uma história de mais de vinte anos de luta e organização ao adotarmos o nome "Resistência Popular", que une 
coletivos do Nordeste ao Sul do país com atuação no nível político-social em movimentos estudantis, sindicais e comunitários. A Resistência 
Popular Estudantil - Paraná se propõe a continuar e avançar nessa luta, atuando em defesa das demandas estudantis no estado, disseminando 
princípios de esquerda libertária e semeando rebeldia, autonomia e horizontalidade.

Atuando no movimento estudantil, pautamos a não burocratização das lutas e a autonomia dos estudantes nas decisões que afetam diretamente 
suas vidas, prezando pela ação direta e rejeitando falsas lideranças que tentem usar o movimento para interesses próprios ou eleitoreiros. 
Através da democracia direta, em que todas as pessoas envolvidas decidem coletivamente e não há a eleição de uma representação que toma as 
decisões, construímos as lutas de forma verdadeiramente coletiva, de modo que todas/os mandam e todas/os obedecem, buscando consensos e 
dividindo tarefas.

Convidamos todas e todos que tenham afinidade com nossas práticas e princípios para conhecerem a Resistência Popular Estudantil - Paraná e 
para lutarmos juntas, no cotidiano de nossos locais de estudo, por um movimento estudantil combativo, construído desde base e que não apenas 
reivindique pautas de acesso e permanência na universidade, mas que também dispute outro projeto de Universidade e de Educação, que seja 
popular e inclusiva e que sirva aos interesses do povo e não do mercado.

A EDUCAÇÃO DO POVO NÃO SE VENDE, SE DEFENDE!
FAÇAMOS NÓS POR NOSSAS MÃOS!
LUTAR, CRIAR PODER POPULAR!

facebook.com/RPEstudantilPR/posts/3034297033304141


Mais informações acerca da lista A-infos-pt