(pt) France, Union Communiste Libertaire UCL - Comunicado de imprensa unitário, Com a equipe do hospital, todos mobilizados na terça-feira, 16 de junho ! (en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 19 de Junho de 2020 - 07:37:02 CEST


Comunicado de imprensa unitário de organizações políticas que convida toda a população a participar do dia da mobilização da saúde na 
terça-feira, 16 de junho. "O‘outro mundo'só pode ser construído por mobilizar-nos para uma alternativa a um sistema, o capitalismo, que 
destrói as nossas vidas, uma vez que sufoca o planeta." ---- O drama de saúde, social, político e ecológico pelo qual estamos passando não 
se origina apenas de uma pandemia global ... A destruição de nosso sistema de saúde, com suas demissões, fechamento de leitos e serviços em 
hospitais, ataques Um dos amplificadores era o seguro de saúde incessante. ---- Por vários anos, esse governo, como os anteriores, não quis 
ouvir as mobilizações do mundo da saúde, asilos, setor médico-social ou psiquiatria. Assim, há um ano, muito antes da pandemia do Covid-19, 
o movimento das urgências já estava soando o alarme sobre o estado degradado dos hospitais e a asfixia do nosso sistema de saúde e de seu 
pessoal.

Como parte dessa crise de saúde, os cuidadores e todos os funcionários do setor de "linha de frente" cumpriram sua missão e continuam a 
fazê-lo em condições difíceis. Como muitos funcionários nos últimos meses, eles tiveram que trabalhar a vida toda para continuar quando as 
medidas de segurança em saúde não eram respeitadas, que havia escassez de equipamentos de proteção, funcionários e locais ...

Iniciou-se uma mobilização saudável nos hospitais, em favor do descon fi namento, para exigir, em particular, melhores condições de 
trabalho, um aumento salarial na ordem de 300 euros e a reabertura de leitos, em especial na terapia intensiva.

O que o governo diz ? Um concerto interminável chamado "Ségur", do qual nenhuma resposta concreta emerge ... e medalhas para recompensar "os 
heróis" !

Aplaudimos esses profissionais de saúde diariamente durante o período de confinamento, mas isso não é mais suficiente: agora devemos estar 
ao seu lado, porque a luta deles é nossa. Ao defender o serviço público, mobilizando-se para aumentos salariais, eles lutam por uma 
sociedade mais igualitária, para reverter a lei do mercado e da gestão contábil, para outra distribuição de riqueza.

Nossas organizações políticas pretendem apoiar essas mobilizações e exortam toda a população a se juntar a eles na ocasião do dia da 
mobilização da saúde na terça-feira, 16 de junho, para participar dos vários comícios e manifestações naquele dia, respeitando o medidas 
protetoras.

Estaremos lá para exigir que as respostas às emergências de saúde sejam finalmente trazidas:

distribuição gratuita de máscaras ;
teste e acessibilidade gratuitos ;
requisição de fábricas e empresas com capacidade para produzir máscaras e equipamentos médicos ;
as patentes dos medicamentos e da futura vacina contra o Covid-19 colocada no mundo público ...
Também retransmitimos as demandas do pessoal mobilizado, de seus sindicatos e coletivos. Além disso, exigimos um plano de emergência para o 
hospital público:

contratação massiva de funcionários, começando com 100.000 recrutamentos de serviço público ;
aumento salarial de pelo menos 300 euros ;
cancelamento de planos de fechamento de site ou serviço ;
reabertura de 100.000 leitos excluídos em 20 anos ; cancelamento do preço da atividade (T2A), que força os hospitais a operar como empresas ;
questionamento da lei de Saúde e Territórios de Pacientes Hospitalares de 2009 (conhecida como lei de Bachelot) e do poder das agências 
regionais de saúde (ARS) para uma operação democrática de hospitalização pública envolvendo pessoal médico e paramédico, usuários, territórios ;
cancelamento de dívidas hospitalares e aumento de seus orçamentos.
Também precisamos de um serviço público para os idosos que estão perdendo sua autonomia, o que envolve a saída do mercado nesse setor e a 
atualização do pessoal das casas de repouso e da ajuda domiciliar.

Em relação à Previdência Social, exigimos o reembolso das isenções escandalosas, aumentando seus recursos e restaurando a gestão democrática.

O "próximomundo" só pode ser construído mobilizando-nos para uma alternativa a um sistema, o capitalismo, que destrói nossas vidas à medida 
que sufoca o planeta. O dia da terça-feira, 16 de junho, para saúde e proteção social é obrigatório.

Organizações signatárias:

Diem25 ;

Juntos ! ;

Esquerda democrática e social ;

Geração-s ;

França rebelde ;

Novo partido anticapitalista ;

Por uma ecologia popular e social ; República e socialismo ;

União Comunista Libertária.

Comunicado de imprensa da unidade publicado em 15 de junho na Mediapart .

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Avec-les-personnels-hospitaliers-tou-te-s-mobilise-e-s-le-mardi-16-juin


Mais informações acerca da lista A-infos-pt