(pt) France, Union Communiste Libertaire AL #306 - Editorial: o vírus da polícia (en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 9 de Junho de 2020 - 10:10:25 CEST


As crises são sempre uma oportunidade para os capitalistas promoverem medidas de controle populacional. Apresentados como provisórios, 
acabam sendo instituídos em leis ou hábitos. ---- A epidemia atual não é exceção: drones para monitorar movimentos, rastreamento digital de 
indivíduos e sua comitiva, monitoramento remoto de trabalhos ou exames universitários, câmera para detectar o uso de máscaras. É uma aposta 
segura que essas "inovações" durarão. ---- À inovação é adicionada amplificação. Aumentando o medo da epidemia, as práticas policiais 
violentas aumentaram. As pessoas pagavam por isso com suas vidas. Deve-se dizer que o enfrentamento foi muito desigualmente distribuído na 
França, uma vez que Seine-Saint-Denis sofreu uma multa por controle de 17% contra 5,9% na média francesa. Ao mesmo tempo, chamadas para 
denunciar seus vizinhos, ou mesmo parentes, monopolizavam os operadores de central telefônica da polícia profissional.

Isso não é novidade, o estado policial sempre se beneficiou de uma "base voluntária" substancial , como evidenciado, por exemplo, pelas 
denúncias contra os beneficiários da RSA. O vírus policial é poderoso e se alimenta de figuras da mídia do inimigo interno: hoje corredores 
e corredores, ou pais confinados que tiram seus filhos de apartamentos muito estreitos. O antídoto é conhecido, no entanto: desligue as 
telas, leia a imprensa revolucionária e construa a solidariedade de classe.

UCL, 22 de maio de 2020

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Edito-le-virus-policier


Mais informações acerca da lista A-infos-pt