(pt) O MWC sai de Barcelona, ​​mas nós ficamos. (en, ca, it) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 20 de Fevereiro de 2020 - 08:34:13 CET


Ou as razões pelas quais continuaremos a fazer campanha contra o MWC. ---- Não vamos negar que a partida do MWC nos deixou momentaneamente 
fora de foco, mas na verdade somos como antes: ---- -O sistema tecno-industrial de TIC continua suas práticas extrativas e varre o mundo. 
---- -Ele continua produzindo seus aparelhos, oprimindo trabalhadores, poluindo o ar, a água e o sol. ---- As tecnologias móveis continuam a 
estender o controle social a um nível desconhecido até o momento. ---- As tecnologias móveis destroem relacionamentos pessoais, comunicação 
direta e grupos sociais naturais. ---- -A "nova economia" baseada nas TIC precede as relações no trabalho, em casa e se torna cada vez mais 
consumidor / mercadoria.
Nos opomos à sociedade que torna tudo isso possível, o impacto negativo na cidade de Barcelona não é o impacto mais importante, o impacto 
das tecnologias móveis vai dos mineradores do Congo e da Bolívia, a destruição de terras adjacentes, às montadoras no leste da Ásia, através 
das vítimas da Globo e da Amazônia. Então continuaremos com o que planejamos e, se possível, faremos mais !!.

COM CAPITALISMO E ESTADOS, A DEVASTAÇÃO É INEVITÁVEL.

Barcelona fevereiro 2020

Anarquistas contra devastação.

Programa quase definitivo.

Sexta-feira, 14 de fevereiro às 19:00, debate no Ateneo Libertari del Palomar C / Llenguadoc num. 25 "cidade inteligente, big data e 
tecnologias móveis".

Na sexta-feira, 21 de fevereiro, às 19:00, um evento contra o Mobile World Congress no Banco Ocupado C / Quevedo 13/15 "contra a plataforma 
capitalista, o MWC, que oprime os trabalhadores e destrói a terra".

No sábado, 22 de fevereiro, a partir das 12h, um vermute e um ato contra a Amazônia, a mutação TIC do capitalismo no Ateneu Libertari de 
Gràcia, C / Alzina num 5, será assistida por uma Amazônia demitida (CNT).

Terça-feira, 25 de fevereiro às 19:30 no CSO May Day Passage St. Bernard 18, lendo poemas de Xu Lizhi (trabalhador da Foxcon morto pela 
capital) e micro-gratuito.

Quarta-feira, 26 de fevereiro às 18h, um ato contra o extrativismo e a solidariedade com o povo do Chile e da Bolívia, na Praça da Revolução.

Quarta-feira, 26 de fevereiro às 20:00, manifestação em solidariedade com o povo do Chile e da Bolívia e contra o extrativismo, partida dos 
Jardinets do Paseo de Gracia, marcha para o consulado do Chile.

http://alasbarricadas.org/noticias/node/43093


Mais informações acerca da lista A-infos-pt