(pt) France, Union Communiste Libertaire UCL - Webdito, Enfrentando a polícia, não queremos facadas nas costas (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 27 de Dezembro de 2020 - 07:32:53 CET


por UCL 93-center , UCL Banlieue sud-est , UCL Grand-Paris-Sud , UCL Montreuil , 
UCL Pantin , UCL Saint-Denis ---- Ativistas sindicalistas e revolucionários estão 
acostumados a ter que jogar na balança de poder, na rua, com uma polícia cada vez 
mais violenta. Mas no dia 5 de dezembro, em Paris, também tivemos que nos 
proteger da agressão de certos manifestantes sem ideias para provar seu 
radicalismo. ---- A manifestação contra a Lei de Segurança Global de 5 de 
dezembro foi ferozmente atacada pela polícia, que está em constante aprimoramento 
em seu papel repressivo. Estes ataques ao movimento exigem uma resposta: para 
nós, é uma questão de continuar a construir sindicatos e outros contra-poderes: 
coletivos de vítimas da violência policial, organizações antifascistas ... 
capazes de garantir a nossa defesa coletiva e para garantir nosso direito de 
protestar.

No entanto, nem todos os ataques durante esta manifestação foram executados 
apenas pelas forças do Estado. Houve também várias altercações entre os 
manifestantes, com clímax quando alguns atacaram sindicalistas e camionetes 
sindicais.

Este ataque provavelmente não se deve a nenhum grupo de extrema direita, mas a um 
pequeno grupo de manifestantes. Foi um ataque deliberado aos companheiros de 
luta, neste caso os sindicalizados da CGT. E sejamos claros: não se tratou de uma 
altercação entre serviço de segurança e manifestantes.

Quer tenhamos divergências táticas ou estratégicas entre grupos militantes, é 
normal. Mas quando essas desavenças se transformam em agressões físicas, uma 
linha vermelha é cruzada, como foi o caso em 5 de dezembro. No entanto, certos 
grupos militantes se regozijaram publicamente.

Estamos dizendo muito claramente que essa postura é irresponsável e perigosa. 
Independentemente do ponto de vista escolhido, este ato efetivamente divide o 
movimento entre "bons" e "maus" manifestantes, e nos expõe a mais repressão policial.

Contra todos aqueles que querem nos dividir, a UCL estará sempre ao lado de quem 
trabalha pela autonomia, independência e unidade do movimento social.

Signatários: UCL Montreuil, Pantin, Saint-Denis, 93-Centre, Grand-Paris sud, 
Suburbs sud-est

cc Patrice Leclerc / Biblioteca de fotos do movimento social

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Face-aux-flics-on-ne-veut-pas-de-coups-de-couteau-dans-le-dos


Mais informações acerca da lista A-infos-pt