(pt) Coordenação Anarquista Brasileira - CAB: PAREM DE NOS MATAR: A POLÍTICA DA MORTE E O TERRORISMO DE ESTADO PROMOVIDO POR WITZEL

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 27 de Setembro de 2019 - 07:07:32 CEST


O estado do Rio de Janeiro tem sido um laboratório de amplificação do genocídio do povo 
negro e do Terrorismo de Estado promovido pelo governo de Wilson Witzel ---- Depois de 
Jenifer Gomes, de Kauan Peixoto, de Kauan Rosário, de Kauê Ribeiro, hoje, infelizmente, 
foi a vez de Ágatha Félix, uma criança negra de 8 anos, ter sua trajetória destruída pela 
força policial. O Estado tem mostrado sua face mais cruel e sem retoques, promovendo e 
incrementando o extermínio de vidas negras - política essa que foi gestada e também 
presente nos anos de governos ditos progressistas. A razão de Estado racista, tão bem 
caracterizada pelo conceito de necropolítica elaborado pelo camaronês Achille Mbembe, 
ganha materialidade nas práticas de extermínio defendidas pelo governo Witzel e executadas 
pela força treinada do Estado, em nome da manutenção de um sistema de privilégios que 
beneficia as mesmas elites de sempre.

O combate contra o genocídio do povo negro e o terrorismo de estado devem ser centrais no 
projeto de luta para uma sociedade livre, justa e igualitária. Somente com o apoio mútuo 
entre as classes oprimidas, por meio da nossa ação direta, é que teremos chance de acabar 
com essa ordem injusta e assassina! É fundamental a criação de redes de proteção e de 
resistência que façam frente a essa barbárie . O combate contra o genocídio do povo negro 
e o terrorismo de estado devem ser centrais em todas as frentes de luta, para que possamos 
acabar com essa política de morte promovida cotidianamente.

PAREM DE NOS MATAR!
JAMAIS ESQUECER, JAMAIS PERDOAR!
CONTRA O GENOCÍDIO DO POVO NEGRO!
COMBATER O TERRORISMO DE ESTADO COM APOIO MÚTUO E AÇÃO DIRETA
ÁGATHA FÉLIX VIVE!


Mais informações acerca da lista A-infos-pt