(pt) federacao autonoma FAT: Adolescente negro torturado por seguranças de Supermercado

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019 - 09:07:11 CEST


"A vítima foi despida, amordaçada, amarrada e passou a ser torturada com chicote de fios 
trançados. Ali, ela permaneceu por cerca de quarenta minutos, sendo agredida o tempo 
todo", você poderia pensar que são trechos de literatura ficcional ou que trata-se de um 
passado sombrio da existência humana, mas essa é apenas parte de um inquérito feito essa 
semana. ---- Em julho deste ano, um adolescente negro foi ao supermercado, no estado de 
São Paulo, e após tentar furtar uma barra de chocolate foi abordado por seguranças do 
estabelecimento. Eles levaram o adolescente para um local que serve de depósito de 
mercadorias, e lá passaram 40 minutos torturando o rapaz.
Essa história triste e revoltante só veio a tona agora pois na época o jovem sentia-se 
inseguro para registrar queixa. Além disso, os torturadores resolveram enviar um vídeo, 
que eles mesmos gravaram da agressão, através do WhatsApp. O vídeo viralizou e a intenção 
dos agressores era que o vídeo servisse de alerta para quem mais pudesse atentar contra o 
supermercado.

Mais revoltante ainda é saber que episódios assim não são exceções. A violência contra o 
povo pobre e negro é massiva e mortal: uma pesquisa realizada pela Fundação Abrinq 
constatou que em 20 anos o número de jovens negros assassinados aumentou 429%.

Condenamos todos aqueles que contribuem para que esse número cresça: o Estado, que através 
do seu aparato de segurança, extermina jovens negros todos os dias nas periferias do país.

Os ricos, que defendem seu patrimônio a custo de sangue, mesmo quando seu patrimônio diz 
respeito a uma barra de chocolate, e criminalizam jovens negros ao fechar os vidros de 
seus carros nos semáforos, criando um esteriótipo de bandido, enquanto são eles quem 
ganham dinheiro em cima do suor dos trabalhadores.

As instituições sociais - partidos e sindicatos - que por vezes dizem defender os jovens 
negros, porém atuam na individualizaçao sem recorte de classe, e retirando a autonomia de 
luta e revolta do povo negro.

Acreditamos que a única forma de combater o genocídio negro e pobre é através do próprio 
povo negro. Sabemos que não podemos contar com polícia para defender nosso povo, pois ela 
é a principal assassina dos nossos jovens.

É por isso, que somente através da nosso auto-organização, através da criação de comitês 
de auto-defesa é que conseguiremos levantar uma rede de apoio forte e mútuo entre nós.

https://federacaoautonoma.wordpress.com/2019/09/05/adolescente-negro-torturado-por-segurancas-de-supermercado/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt