(pt) [Indonésia] Atualização do pós 1º de Maio e apelo à solidariedade internacional By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 12 de Maio de 2019 - 09:43:21 CEST


Palang Hitam / A Cruz Negra Anarquista na Indonésia cessou temporariamente a atividade 
devido a problemas com um ex-membro que abusou de doações internacionais. Atualmente, não 
existe uma organização anarquista que apoie àqueles que enfrentam a repressão, portanto, o 
apoio está sendo prestado de forma espontânea e individual. Aqui está uma atualização 
sobre a situação em várias cidades. ---- Em Bandung, houve uma ação pacífica por um grupo 
de anarquistas de quase 1000 pessoas. Inclusive consistia de mães, crianças e 
adolescentes. A polícia os atacou e dividiu o bloco em dois grupos. Eles foram então 
perseguidos, espancados e presos. O pretexto para isso era "vandalismo", por conta de 
alguns grafites pintados com spray. Muitos dos que foram presos foram despidos e tiveram 
suas cabeças raspadas. Alguns também foram pintados com spray em seus rostos e corpos. 
Muitos foram forçados a rastejar pela estrada de roupa íntima. No total, 619 anarquistas 
foram presos e, destes, 3 ainda permanecem sob custódia por destruição de propriedade.

Em Jacarta, houve pequenos confrontos entre anarquistas e policiais que estavam bloqueando 
a estrada. Anarquistas atacaram um bloqueio policial para que um grande grupo de 
sindicalistas pudesse continuar sua jornada até um ponto de encontro onde milhares de 
pessoas estavam reunidas. Um sindicato anarco-sindicalista em Jacarta está sendo alvo da 
polícia.

Em Malang, uma pessoa foi presa à força sem mandado judicial, mas foi libertada mais tarde.

Em Makassar, o número de prisões aumentou de 9 para 21, todos enfrentam acusações 
relacionadas à destruição de propriedade. Makassar ficou totalmente paralisada por 
policiais procurando anarquistas.

Em Surabaya, houve duas ações diferentes do Dia 1º de Maio por grupos anarquistas. A 
primeira ação foi realizada por um grupo que trabalha com organizações de esquerda. Três 
pessoas foram presas, mas foram libertadas. A segunda ação foi realizada por 
anarco-sindicalistas e anarquistas individualistas, eles foram espancados pela polícia.

Então agora muitos camaradas estão fugindo porque temos informantes de contra espionagem 
dentro do aparato policial que nos disseram que está sendo realizado o mapeamento de redes 
anarquistas indonésias.

Neste momento, gostaríamos da solidariedade internacional na forma de ações e também de 
apoio financeiro. Vamos nos certificar de que os erros cometidos pela Indonésia ABC não 
sejam repetidos. Se as pessoas puderem fornecer assistência financeira, envie-as para o 
paypal abaixo. Nós vamos usá-lo para honorários legais e para ajudar a apoiar os nossos 
amigos que estão escondidos porque estão sendo alvos da polícia.


Mais informações acerca da lista A-infos-pt