(pt) France, Alternative Libertaire - Liberação AL: A ideologia dos intelectuais racistas na França mortos na Nova Zelândia (en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 23 de Março de 2019 - 08:37:07 CET


O homem que matou 50 pessoas em mesquitas na Nova Zelândia emitiu um manifesto para 
explicar seu gesto. Suas referências são, entre outras, o "grande substituto", o cavalo de 
batalha racista e conspiracionista de Renaud Camus e a derrota na segunda rodada da 
eleição presidencial de Marine Le Pen. ---- E qual é a reação da maioria da imprensa e 
editorialistas franceses ? Explicamos que é o medo da islamização que anima o assassino, 
dar a palavra aos mesmos bombeiros incendiários. Reversão escandalosa da situação: as 
vítimas tornam-se culpadas e procuraram, existentes. Um pouco como mulheres ou 
homossexuais. ---- Por que não encontramos condenações unânimes quanto a outros crimes 
racistas ? Quem, à esquerda, ainda será capaz de explicar que a islamofobia é uma fantasia 
? Que não há racismo anti-árabe em particular ?

O manifesto deixado pelo terrorista Brenton Tarrant em grande parte cede (até o título) à 
teoria racista do "grande substituto", popularizado pelo conspirador francês Renaud Camus.
A Alternativa Libertaire afirma sua solidariedade com as vítimas e famílias das vítimas e 
seu desprezo pela maioria da imprensa e intelectuais da França, por sua cumplicidade ou 
silêncio.

Paris em 17 de março de 2019

http://www.alternativelibertaire.org/?L-ideologie-des-intellectuels-racistes-de-France-a-tue-en-Nouvelle-Zelande


Mais informações acerca da lista A-infos-pt