(pt) France, Alternative Libertaire AL #295 - Fórum sindical anti-racista: um primeiro passo para refletir e agir em conjunto (en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019 - 06:57:18 CEST


No sábado, 18 de maio, a primeira edição do Fórum Sindical Anti-Racista foi realizada na 
Bolsa de Trabalho de Paris. Ele falou sobre discriminação no trabalho e como lutar contra 
isso. Voltar neste dia e uma pequena visão geral de suas trocas por um dos seus 
organizadores. ---- Quase 90 participantes em todo o dia ; diversidade também, com 
sindicalistas de vários setores e organizacões, racializados e não racializados, homens e 
mulheres ; trocas intensas, estimulantes e intensas. Embora possa ter havido alguns 
ofícios, o primeiro fórum sindical anti-racista no sábado, 18 de maio, é um sucesso. ---- 
Inicialmente, há um grupo de sindicalistas da SUD-Solidaires, a CGT e a FSU que estiveram 
em mobilizações anti-racistas por vários anos, e que decidiram abordar uma preocupação 
comum: o movimento sindical está tomando a realidade do racismo agora e lutando contra 
isso. E, em particular, tudo o que torna o sistema de trabalho e contribui para produzir e 
reproduzir desigualdades, estigmas e discriminação.

Para uma plataforma de advocacia comum
Inaugurada pelas intervenções de Saïd Bouamama, sociólogo e membro do FUIQP, e Sabina 
Issehnane, economista trabalhista, enriqueceu as trocas com a sala, a manhã foi uma 
oportunidade de retratar as fontes do racismo no trabalho.

A tarde começou com três oficinas paralelas: a luta dos indocumentados; auto-organização 
de pessoas racializadas contra a discriminação; elaboração de demandas sindicais. Neste 
último, surgiu a questão de desenvolver uma plataforma comum de demandas a serem feitas 
dentro de nossas estruturas: a busca de ferramentas para quantificar de maneira 
incontestável as discriminações racistas nos negócios, a defesa de férias subsidiadas para 
os ultramarinos. , a abolição da cláusula de nacionalidade na função pública, a 
regularização de todos e de todos os indocumentados ...

E surgiu o desafio geral de ter um "centro de recursos e assistência à organização, que 
também é o apoio de campanha, acompanhamento de grupo e apoio jurídico, análise e 
desenvolvimento de demandas, espaço de solidariedade coletiva e coordenação"para usar os 
termos da declaração final. [1]

O último plenário queria questionar os vínculos entre o movimento anti-racista e os 
sindicatos: diferenças, às vezes disputas, no modo de considerar esses vínculos atestam a 
aposta de que há justamente para investir mais.

A falta talvez (apenas esperando para ser preenchido em uma edição futura): houve 
finalmente pouca discussão sobre a mobilização concreta anti-racismo no local de trabalho 
por equipes sindicais ... enquanto estes passado existe mesmo ! [2]

Seja como for, este primeiro fórum trouxe à luz uma necessidade: articular mais e melhor 
ação sindical e anti-racismo.

Théo Roumier (sindicalista de solidariedade)

[1] Consultar o Blog Mediapart do Fórum Sindical Anti-Racista .

[2] Ver "Anti-racismo e questões sociais" em The Utopics , Summer 2018.

http://www.alternativelibertaire.org/?Forum-syndical-antiraciste-Un-premier-jalon-pour-reflechir-et-agir-ensemble


Mais informações acerca da lista A-infos-pt