(pt) federacao autonoma FAT: Protesto em defesa do meio ambiente é censurado em Goiânia

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 29 de Agosto de 2019 - 08:30:20 CEST


Foi realizada na sexta-feira (23/08), uma intervenção artística do movimento "Fridays for 
future", criado em 2018, na Suécia, contra as mudanças climáticas. ---- Em sua realização 
nessa sexta, o ato foi independente de organizações partidárias e pautava a defesa da 
Amazônia, posto que, nas últimas 3 semanas, diversas são as florestas e matas da região 
nortista (se estendendo, além disso, até Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) que se 
contemplam em chamas. ---- O fogo atingiu partes do pantanal e da floresta Amazônica. O 
ocorrido só ganhou reconhecimento, porém após "o dia que virou noite, em São Paulo". ---- 
Com gritos de " Demarcação já", "Salve a Amazônia", ou " Boicote ao Caiado, o maior 
ruralista do estado", os manifestantes, que consistiam em um grupo pequeno (com no máximo 
20 pessoas), interferiram no trânsito à frente do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

Para uma manifestação com a presença de poucas pessoas, houve um número elevado de 
viaturas da polícia militar (5 viaturas, totalizando 10 policiais). Mas, os momentos de 
censura, ainda estavam para começar.

Em uma intervenção artística, que tematizava "o sangue derramado na floresta, dos 
indígenas, dos animais e da maior fonte de vida", cogitava-se jogar sangue falso, feito de 
corante alimentício na calçado do palácio, em oposição ao governador em exercício, Ronaldo 
Caiado, dado que o mesmo, latifundiário, tem, na mesma medida, seu histórico de prejuízo 
ambiental.

Nesse momento, houve forte repressão da polícia militar, a qual jogou spray de pimenta nos 
presentes, além de tomar o celular de uma das manifestantes (e causar estrago ao 
aparelho). O ato saiu da concentração em frente ao palácio e partiu para próximo do 
monumento das 3 raças.

A polícia partiu rapidamente para o mesmo local e ameaçou prender todos os presentes por 
"Depredação de Patrimônio Público" (com pena de reclusão de 1 a 4 anos e pagamento de 
multa), caso houvesse algum prejuízo ao monumento.

A intervenção foi completada no chão à frente do monumento, sob olhares tensos dos policiais.

Não é de se assustar, ademais, a violenta presença da polícia no ato, dado que, a função 
social da mesma é a de legitimação do sistema capitalista, principal causador de todos os 
danos à natureza.

Acreditamos na importância de intervenções como a realizada na capital ontem, 
desvinculadas das organizações partidárias que, a cada 4 anos, se encostam na questão 
ambiental para fazer seu palanque de votos e, meses depois, vem a legitimar a mesma 
degradação dos recursos naturais, na busca insaciável por dinheiro e dominação.

Defendemos também a auto organização dos pequenos cultivadores e indígenas, os quais têm 
as terras banhadas em seu sangue todos os dias! É necessária a inserção desses grupos nos 
espaços de luta!

NOS ORGANIZAR PELAS NOSSAS VIDAS!

https://federacaoautonoma.wordpress.com/2019/08/24/protesto-em-defesa-do-meio-ambiente-e-censurado-em-goiania/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt