(pt) liga rj: Resistência. -- Marina Carvalho(1) -- Mais um dia nacional de de paralisação da educação.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019 - 07:03:23 CEST


Na concentração para a manifestação a diversidade de nossa gente com um riso nervoso e 
piadas tristes. Nas ruas adultos e jovens, professoras e estudantes, gente que ganha a 
vida com seu trabalho, gente que estuda sonhando ganhar a vida com seu trabalho. ---- 
Recebi notícias da cidade do Rio de Janeiro com 10 pontos de concentração e preparação 
para a manifestação e mais 20 cidades do interior ousaram realizar alguma ação. Acho que a 
manifestação não teve os números retumbantes necessários para cancelar a reforma da 
previdência e impor o cumprimento da manutenção da já precária situação das escolas e 
universidade brasileiras. ---- Os trabalhadores da educação seguem sendo confundidos e 
manipulados por diretorias sindicais atreladas aos interesses de partidos de direita e 
esquerda. Algumas das diretorias sindicais no país distorcem e capturam a vontade do 
trabalhador anulando, amortecendo e colocando em segundo plano a agenda prioritária que é: 
cancelamento da reforma previdenciária, restituição das verbas para ciência e tecnologia, 
educação básica e superior.

Sou uma professora recém aposentada e estive na manifestação para defender o direito da 
educação, o direito da pesquisa e o cancelamento da guerra previdenciária contra os 
pobres. Consegui me aposentar antes de concretizada a atual reforma do governo 
Bolsonaro-Guedes. Meu salário não paga todas as minhas despesas e a cada dia sou obrigada 
a cortar um item no meu orçamento que já é básico e fui obrigada a trabalhar prestando 
serviços precários diversos para garantir os medicamentos obrigatórios e uma alimentação 
minimamente saudável com alimentos sem adubos químicos e e agrotóxicos causadores de câncer.

Achei uma boa iniciativa irmos para a sede da Petrobras no Rio. Saudar nossos companheiros 
que estão hoje perseguidos politicamente e administrativamente. Tudo isso com o motivo 
explicito de privatizar ou reduzir a empresa ao máximo. Também não eram muitos os 
petroleiros, mas estavam lá pra nos receberem e deram palavras de ânimo para resistência.

Mesmo com tantos colegas lamentando a situação, mesmo com tantas das minhas amigas 
revoltadas com a diretoria de nosso sindicato que levou 80% do tempo pedindo ao vento por 
Lula livre e deixando de lado a nossa defesa. Nós trabalhadoras aposentadas ou na ativa 
precisamos lutar contra a destruição de nossos direitos e afirmar um Rio de Janeiro e um 
Brasil melhor para todas, para nossas crianças filhas ou não. Resistir...

(1) Colaboração

Outubro de 2013 - Foto Fábio Motta.

https://ligarj.wordpress.com/2019/08/14/resistencia/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt