(pt) Coletivo Anarquista Bandeira Negra: Tradução da declaração final de fundação da União Comunista Libertária (UCL) da França

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 16 de Agosto de 2019 - 08:32:20 CEST


que pode ser acessada originalmente aqui. http://www.anarkismo.net/article/31445 ---- 
Reunidas/os em uma convenção conjunta, nós, militantes da AL e da CGA, decidimos fundar 
uma nova organização revolucionária: a União Comunista Libertária. ---- No momento em que 
a crise do capitalismo se amplifica, querem nos impor uma escolha entre a burguesia 
liberal que está no poder e a extrema direita que está à espreita. ---- Rechaçamos as duas 
e afirmamos que hoje é necessário levar adiante um outro projeto de sociedade baseado na 
democracia direta, na autogestão e no federalismo. ---- Nós não queremos nem um mundo 
talhado à medida para aqueles que possuem a riqueza, nem uma sociedade acorrentada, 
militarizada e cada vez mais sob vigilância digital. ---- Aqui, como em outros lugares, 
nos solidarizamos com imigrantes e refugiados/as e nos colocamos ao lado de quem quer 
romper as fronteiras e derrubar o imperialismo, o neocolonialismo e, em particular, a 
Françáfrica¹.

Na França, a raiva dos Coletes Amarelos, com vivacidade, relembrou os poderosos que a luta 
de classes nunca foi tão atual.

De fato, o poder não perdeu a oportunidade de usar uma violência de Estado particularmente 
brutal contra esse movimento.

Fizemos parte da mobilização dos Coletes Amarelos assim como fazemos parte, e ativamente, 
do combate de classes ao construir nossas lutas, nossas greves, nossos sindicatos.

Incansavelmente, em nossos locais de trabalho, resistimos cotidianamente contra a 
exploração capitalista. E a Greve Geral continua sendo nossa ordem do dia.

Nos locais de estudo, nós combatemos cada vez mais contra a seleção social que aumenta.

A União Comunista Libertária vai estar ao lado daquelas e daqueles que lutam para destruir 
o patriarcado. Tanto nas nossas fileiras quanto na sociedade, nós vamos combater as 
opressões de sexo e de gênero, o sexismo e a LGBTfobia.

Diante da dinâmica racista, estaremos na ofensiva e nos solidarizamos com a luta contra a 
violência policial.

Continuaremos marchando com manifestantes que saem às ruas para denunciar as mudanças 
climáticas e o colapso da biodiversidade, pela qual os capitalistas são responsáveis.

Aberta a todas e todos que queiram construir uma outra sociedade, a União Comunista 
Libertária é a ferramenta que forjaremos a cada dia, nas cidades, nos bairros e nos campos 
em que vivemos, para elaborar amanhã um futuro livre da exploração e de todas as dominações.

Um futuro que tem um nome e no qual nós colocamos nossa esperança: o comunismo libertário.

Congresso de Allier, 10 de junho de 2019.

¹ Termo usado para se referir à relação da França com suas antigas colônias na África, uma 
forma de neocolonialismo.

https://www.cabn.libertar.org/franca-congresso-fundacional-da-uniao-comunista-libertaria-ucl-declaracao-final/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt