(pt) France, Manifesto da UCL - Uma organização ativista autogerida (en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 3 de Agosto de 2019 - 10:06:00 CEST


A UCL é uma federação autogerida, sob a responsabilidade coletiva de todos os seus 
ativistas. Sem negar a necessidade e a importância das atividades de coordenação e 
animação da organização, procuramos estabelecer um marco de debate e intervenção 
horizontal e descentralizado. ---- A UCL está sob a liderança coletiva de seus membros. 
---- cc Azagra ---- A União Comunista Libertária não é um partido: não se destina a buscar 
os votos dos eleitores. A atividade essencial da organização é o desenvolvimento e a 
auto-organização das lutas contra todos os sistemas de dominação: por sua política e por 
sua propaganda, por sua reflexão coletiva, por treinamento, pela ajuda traz, pela ação de 
seus membros. ---- Trabalha para o surgimento de um contra-poder da base da sociedade e 
uma ruptura com a ordem capitalista, patriarcal e racista.

Solidariedade, lutas, autogestão
Também queremos tornar a UCL um espaço privilegiado de solidariedade e ajuda mútua, 
especialmente diante da repressão.

A organização descansa, até que os adeptos e os adeptos decidam o contrário, no presente 
Manifesto. Nem programa histórico nem declaração imutável de princípio, este manifesto é 
de fato apenas um momento de um processo teórico, prático e organizacional, que em si 
contém uma potencial dinâmica de superação.

Um contrato estatutário estabelece as regras de funcionamento da organização e vincula 
todos e todos os membros associados livremente. As orientações estratégicas da 
organização, suas posições, suas decisões estão sujeitas a debate, decisão coletiva, votos 
de toda a organização. Assim, constitui um campo de experimentação para a autogestão e a 
democracia federalista, em coerência com o projeto comunista libertário: queremos uma 
sociedade igualitária, sem líder, e nos esforçamos para fazê-la viver dentro da UCL.

Essa alternativa em ação permite que os ativistas tenham uma experiência real e uma 
prática de autogerenciamento. Isso lhes dá a oportunidade de instilar com maior facilidade 
e confiança essas práticas dentro das lutas e movimentos sociais, nos coletivos, 
sindicatos e associações em que estão lutando.

Um funcionamento consistente com nossos objetivos
A organização é, portanto, uma federação autogerida, colocada sob a responsabilidade 
coletiva de todos os seus ativistas. Ao inverter a imagem tradicional do partido 
hierárquico, mas sem negar a necessidade e importância das atividades de coordenação e 
animação da organização, procuramos estabelecer um quadro de debate e intervenção 
horizontal e descentralizada.

A prática do mandato permite reconciliar o desenvolvimento coletivo e a eficiência ; os 
mandatos são definidos, controlados pelos membros da organização que podem, se necessário, 
revogar as pessoas mandatadas.

A organização é um lugar plural onde, numa base política comum, uma ampla variedade de 
opiniões pode ser expressa livremente. Embora seja natural que se dê uma orientação 
majoritária, não deixa de garantir escrupulosamente que os direitos das minorias e dos 
grupos locais se manifestem. Isso no debate interno, é claro, mas também na imprensa da 
organização, de acordo com os termos estabelecidos pelo contrato estatutário.

A organização busca a convergência das ações de seus membros em uma preocupação óbvia pela 
eficiência. Os ativistas são obrigados por seus mandatos quando se trata de falar ou agir 
em nome da organização, mas, além disso, todos podem agir de acordo com suas escolhas 
pessoais.

A organização recusa qualquer relatório de direção ou substituição para as lutas dos 
trabalhadores, dos trabalhadores e da população. Pode participar na organização de 
iniciativas e mobilizações. Os ativistas da nossa corrente podem tomar o seu lugar nessas 
lutas. Mas a direção das lutas sociais deve permanecer sob o controle coletivo daqueles 
que as fazem viver. Nossa luta é internacional, assim como a estruturação da corrente que 
vamos construir.

http://www.alternativelibertaire.org/?Une-organisation-militante-autogeree


Mais informações acerca da lista A-infos-pt