(pt) Comunicação importante da KRAS, seção russa da IWA: Tirem as mãos das cinzas de Nestor Makhno! By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 9 de Abril de 2019 - 08:45:52 CEST


Nós, anarquistas, que operamos no território da antiga "União Soviética", estamos 
indignados com a intenção de entregar as cinzas do anarquista revolucionário Nestor 
Makhno, depositado no cemitério Pere-Lachaise em Paris (França), às atuais autoridades 
ucranianas. O retorno das cinzas de Makhno ao seu campo natal de Gulyay poderia ser 
bem-vindo se essa ação não fizesse parte do jogo político sujo das forças reacionárias. 
---- O Estado ucraniano, que oficialmente proclamava o nacionalismo militante como sua 
ideologia, não é a primeira vez que tenta declarar Makhno como "seu". As autoridades, 
através da repetida organização de amostras nacionalistas, sempre tentaram apresentar o 
anarquista como um lutador nacionalista pelo Estado ucraniano. Ao mesmo tempo, na Ucrânia 
moderna, eles estão tentando exterminar qualquer tradição revolucionária histórica, 
incluindo a anarquista. Assim, um monumento em homenagem à revolução de 1905 foi demolido 
em Kiev, e outro em homenagem ao levante no encouraçado Potemkin foi profanado em Odessa. 
Monumentos em memória dos trabalhadores que caíram nas batalhas contra a contra-revolução 
de janeiro de 1918 foram profanados em ambas as cidades. O monumento dedicado ao 
makhnovista Kuzma Apatov foi demolido em Mariupol, e em Kherson, a rua, nomeada em 
homenagem aos anarquistas Sacco e Vanzetti, foi renomeada.

As autoridades ucranianas declararam oficialmente o "líder nacionalista" Petlyura, como um 
"herói nacional", contra quem o exército de Makhno lutou de 1918 a 1921. Milhares de 
ativistas anarquistas e trabalhadores da Ucrânia caíram na luta contra esse carrasco, que 
reprimiu os trabalhadores e se recusou a parar o genocídio dos judeus ucranianos durante a 
guerra civil. Petliura foi executado pelo vingador da Ucrânia, o anarquista Samuel 
Schwarzbard, com quem Makhno manteve uma grande amizade. Hoje na Ucrânia, estão erguendo 
monumentos a Petliura, as ruas das cidades levam seu nome e sua aparência é ostentada pelo 
dinheiro ucraniano...

O retorno das cinzas de Makhno à moderna Ucrânia, onde prevalece a atmosfera nacionalista 
reacionária, significaria a transferência dos restos do anarquista para as mãos de seus 
inimigos mortais. Isso seria um insulto direto à memória do revolucionário e à causa pela 
qual ele lutou.

Seria como transferir as cinzas de Makhno para as autoridades russas, que se declaram 
abertamente sucessoras de seus piores inimigos, a Guarda Branca e os stalinistas. Uma 
manobra igualmente absurda.

Pedimos aos anarquistas da França e do mundo inteiro que protestem contra a deportação das 
cinzas de Makhno da França. O anarquista Nestor Makhno, descansa em um cemitério perto das 
comunas de Paris em 1871. Isso concorda com suas convicções revolucionárias e 
internacionalistas.

Não permitiremos que reacionários, nacionalistas e estadistas tomem seus restos mortais!

Com os oprimidos contra os opressores, sempre!

Glória a Nestor Makhno!

Glória à anarquia!

Seção russa da Associação Internacional de Trabalhadores (AIT-IWA) Anarquistas 
individualistas da Ucrânia e da Moldávia

aitrus.info

Tradução > Abobrinha

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/12/13/espanha-celebramos-os-cem-anos-do-inicio-da-makhnovschina/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2013/11/06/banco-central-da-ucrania-emitiu-uma-moeda-dedicada-ao-anarquista-nestor-makhno/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2015/10/27/russia-makno-ontem-e-hoje/

agência de notícias anarquistas-ana


Mais informações acerca da lista A-infos-pt