(pt) blackros efed: Incêndio criminoso! -- Quinta maior acervo mundial e destruído pela PEC 55 -- A resposta deve vir das ruas! -- Resistência Popular Estudantil - Rio de Janeiro

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 15 de Setembro de 2018 - 09:18:36 CEST


Queima a primeira instituição científica brasileira. Como muito repetido nas redes 
sociais, fósseis e arquivos que sobreviveram a milhares de anos e processos geológicos, 
hoje, se encontram em cinzas devido a guerra econômica, ou o mais tradicional 
neoliberalismo, que vivemos hoje. ---- Não há, ainda, como mensurar o tamanho da perda que 
a produção científica nacional teve. Além da destruição do fóssil humano latino americano 
mais antigo do mundo, o acervo de mais de 20 milhões de peças(o quinto maior do mundo), a 
"fonte" de materiais para pesquisa sobre nossa história(um dos maiores acervos de 
etnologia e linguística indígena brasileira), sobre nossos animais(o maior acervo de 
zoologia da América latina), tudo isso, na noite de ontem, virou cinzas.
Além do incêndio de ontem, importante ressaltar a recorrência de incêndios em prédios da 
comunidade da UFRJ. Já são 5 em menos de 4 anos. Obviamente que esses incidentes, assim 
como a do Museu, não foram por acaso e nem deixam de possuir um culpado.

No ano de comemoração de 200 anos de instituição, o Museu Nacional não conseguiu 
sobreviver a maior crise que o Brasil vem passando. Laboratório nacional, a cidade do Rio 
de Janeiro traz mais um exemplo para o país inteiro o futuro que os de cima querem para 
nosso país. Um país que não haja garantia de acesso a educação, saúde e cultura para os 
que não podem pagar. Um país que viva sem conhecer seu passado para que não supere e 
mantenha a escravidão que os acorrenta. Um país que o Estado policial seja naturalizado e 
que quem "sair da linha" vá ter a resposta necessária para seu silenciamento.

As causas da Emenda Constitucional 95/16 já estão sendo sentidas. Nós, os de baixo, 
estamos sentindo na pele o fogo que o governo federal acendeu dois anos atrás com a queima 
de nossos direitos. Com isso, gostaríamos de ressaltar que o ocorrido da noite anterior 
não foi um acidente e sim uma conseqüência do projeto dos de cima para nossa população.

Nós dá Resistência Popular Estudantil do Rio de Janeiro nos solidarizamos com todos 
alunos, professores, técnicos e funcionários que perderam um pedaço enorme de sua 
produção, assim como o mundo inteiro perdeu um gigantesco pedaço de sua história. Visto 
isso, a necessidade de organização e ir as ruas se mostram mais que evidentes. Lutar 
contra a PEC 55 é lutar pela sobrevivência do nosso povo, da nossa história.

SÓ A LUTA RADICALIZADA MUDA A VIDA!

CONTRA A PEC 55 IRÁ HAVER RESISTÊNCIA POPULAR!

LUTAR, CRIAR, PODER POPULAR.

http://blackrosefed.org/criminal-fire-national-museum-of-brazil/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt