(pt) [EUA] Declaração do Conselho de Coordenação Metropolitana Anarquista sobre o último ataque do "Proud Boys" By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 24 de Outubro de 2018 - 06:35:36 CEST


Uma declaração do MACC - Metropolitan Anarchist Coordinating Council (Conselho de 
Coordenação Metropolitana Anarquista) sobre o mais recente surto violento do Proud Boys, a 
postura dos políticos e ações policiais. ---- Na última sexta-feira (12/10/18), um grupo 
de trinta Proud Boys - membros de uma autoproclamada organização fascista e sexista do 
oeste, liderada por Gavin McInnes - cercou e atacou violentamente vários de nossos compas 
enquanto estes estavam deitados na calçada do Upper East Side, em Manhattan. Durante o 
ataque, mais de um Proud Boy gritou o xingamento homofóbico "viado" paras as pessoas em 
quem eles repetidamente pisavam e socavam. Em resposta a esse clássico exemplar de ataque 
por crime de ódio, as dezenas de policiais presentes deram tapinhas nas costas dos Proud 
Boys, como que os avisando que as câmeras já estavam satisfeitas com o que tinham filmado. 
No final da noite, nenhum dos Proud Boys foi preso, e muitos dos manifestantes 
antifascistas haviam sido levados algemados. Absurdo? Sim. Surpreendente? Não.

Devido a algumas janelas terem sido quebradas e alguns "A's no círculo" terem sido 
pintados nas portas do Metropolitan Republican Club, a polícia estava altamente alerta 
para interceptar qualquer atividade antifascista ou antiautoritária na noite do ataque. 
Efetivamente, se uma pessoa estivesse ali para protestar contra a encenação, apadrinhada 
pelo Republican Club, de um ultranacionalista acabando com um socialista, ela estaria 
automaticamente na mira da NYPD (Departamento de Polícia de Nova Iorque) como uma suspeita 
das depredações de propriedade da noite anterior. Então, quando um grupo de participantes 
do evento que acontecia no Republican Club começou a pisotear os manifestantes 
antifascistas e a xingar injúrias homofóbicas após sair da celebração do assassinato, os 
policiais fizeram o que lhes fora dito: ficar de olho nas pessoas vestidas de preto e 
garantir a proteção das pessoas que estavam saindo do Republican Club.

Por fim, o Metropolitan Republican Club, a NYPD e o Proud Boys têm o mesmo objetivo: a 
manutenção do status quo, seja por meio de políticas econômicas racializadas ou espadas de 
samurai de plástico. Os Proud Boys estão apenas encenando as fantasias que tem um policial 
em seu horário de almoço, ou o desejo de um seguidor de Trump de "tornar a América grande 
novamente" (Make America Great Again) varrendo a oposição das ruas. Mas esse amálgama 
político já encarou e perdeu as ruas para os antifascistas, em Charlottesville, D.C, e por 
todo o país.

É por causa desses triunfos que devemos rejeitar chamadas liberais e de centro para 
investigações ou processos do FBI e da NYPD. Nenhum braço do Estado servirá a uma justiça 
significativa nessa situação, especialmente quando todo o sistema está podre desde o seu 
âmago. As campanhas antifascistas de doxxing satisfazem o papel que a NYPD está sendo 
solicitada a prestar. Não precisamos contar com a intervenção policial, nós podemos - e 
vamos - fazer isso por conta própria. Nós nos mantemos em segurança.

Enquanto achamos que uma ação penal é comicamente divertida, solicitamos que o governador 
e qualquer outro partidário momentâneo nos forneça as condições para realmente lutar 
contra o fascismo: abolir a polícia e nos deixar fazer nosso trabalho.

MACC (Metropolitan Anarchist Coordinating Council)

Cidade de Nova Iorque / 15 de outubro 2018

Fonte: 
https://itsgoingdown.org/metropolitan-anarchist-coordinating-council-statement-on-proud-boy-attack/

Tradução > breu

agência de notícias anarquistas-ana


Mais informações acerca da lista A-infos-pt