(pt) uniao anarquista UNIPA: Causa do Povo n° 78: A rebelião de Stonewall: insurgência e organização LGBTQI

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 9 de Outubro de 2018 - 08:07:29 CEST


Batalha de Stonewall, 1969 ---- Em 2018, completam-se 49 anos dos eventos que tornaram o 
dia 28 de junho um marco na luta de libertação da população LGBTQI: A Rebelião de 
Stonewall. Nas primeiras horas da manhã daquela sexta-feira em 1969, gays e pessoas trans 
protagonizaram uma série de atos de insurgência contra as consecutivas invasões policiais 
ao bar Stonewall, na cidade de Nova York, Estados Unidos. ---- A Rebelião de Stonewall 
---- Naquele período, bares gays eram proibidos de funcionar, os únicos que existiam eram 
os gerenciados pela máfia e os mais undergrounds. Era a segunda vez naquela semana que a 
polícia invadia o bar e "revistava" seus clientes. O clima de indignação contra a ação 
policial aumentou quando estavam sendo detidos três drag queens, o barman e o porteiro de 
Stonewall. Diante daquela situação, alguém jogou uma garrafa em um policial que revidou 
com o uso do cassetete. Esse foi o estopim para uma chuva de latas de cerveja e garrafas 
em direção aos policiais.

Um confronto entre policiais e os frequentadores do bar teve início. Uma forte resistência 
de rua foi protagonizada na noite que foi o início de um protesto espontâneo que se 
estendeu por mais alguns dias. Manifestantes foram detidos e policiais feridos da 
famigerada Força Tática Policial, criada anos antes para controlar os protestos contra a 
Guerra do Vietnã.

A organização da resistência

Apesar de iniciarem de forma espontânea, um mês após aqueles dias de motins, a rebelião de 
Stonewall ganhou uma forma organizativa com a criação da Frente de Libertação Gay (Gay 
Liberation Front), que se espalhou para outras cidades dos EUA, procurando estreitar laços 
com os movimentos de libertação do povo negro, das mulheres e com a luta antiguerra do Vietnã.

Em 1970, a FLG organizou uma passeata do Greenwich Village, bairro onde ficava o bar 
Stonewall, até o Central Park, local tradicional de manifestações em Nova York. Por volta 
de 5.000 a 10.000 pessoas participaram do evento que deu início as hoje famosas Paradas do 
Orgulho Gay. Hoje, precisamos retomar a organização e combatividade LGBTQI!

https://uniaoanarquista.wordpress.com/2018/09/11/a-rebeliao-de-stonewall-insurgencia-e-organizacao-lgbtqi/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt