(pt) France, Alternative Libertaire par AL - AL trato, Contra pesticidas, contra a agricultura capitalista (en, fr, it)[traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 5 de Novembro de 2018 - 07:53:46 CET


A luta contra os pesticidas, que contribuem para a destruição dos ecossistemas, é 
inseparável da luta mais global contra o modo de produção capitalista aplicado à 
agricultura. Contra a corrida pelo lucro, defender o retorno a uma agricultura camponesa e 
social. ---- Além da indignação ... ---- A pesquisa da Segunda Guerra Mundial sobre a 
produção de armas químicas resultou, desde 1945, no desenvolvimento de pesticidas cada vez 
mais potentes e perigosos. Esses pesticidas destinam-se a destruir em grande escala todos 
os insetos, "  ervas daninhas  " ou outras pragas que estão fora da plantação. ---- Ces 
pesticides trouvent leur place dans une forme particulière d'agriculture: l'agriculture 
industrielle, fondée sur la production de masse et la course au profit. Dans cette forme 
d'agriculture directement liée au capitalisme, il n'est pas question de travailler avec la 
nature pour en tirer des ressources alimentaires mais d'exploiter le plus possible les 
sols et les écosystèmes pour augmenter au maximum la production à court terme. Cette forme 
d'agriculture a déjà détruit de nombreux écosystèmes et a créé des désordres irréversibles 
à l'échelle de ce que nous pouvons vivre ou mesurer.

Tract contre les pesticides
À télécharger ici
Exigir a proibição dos pesticidas significa exigir uma saída para o impasse na indústria 
agro-alimentar, de que os agricultores são as primeiras vítimas. Espaços agrícolas devem 
ser redefinidos como espaços vivos e isso não será feito sem os camponeses.

... ação
Como lutar contra esse sistema ? O "  movimento da papoula  " visa atuar no nível 
municipal para deter os pesticidas. O objetivo é manter a pressão até a próxima eleição. 
Podemos discutir a margem de manobra disponível para os municípios que estão perdendo 
quase todas as suas habilidades de gestão em benefício das comunidades dos municípios. E 
essas instituições são capazes de mudar alguma coisa sobre esse tópico no nível territorial ?

A ação contra o sistema agrícola capitalista, que levou ao uso maciço de pesticidas, não 
pode se limitar a isso. Também devemos, aqui e agora, restabelecer os laços em nível 
local, contando com formas de democracia direta, para realizar ações concretas em nossos 
territórios.

Com isto em mente, é urgente ir e conversar com os camponeses, especialmente desde que as 
eleições da câmara da agricultura acontecem em dezembro. Os sindicatos são os principais 
decisores nos territórios em termos de política agrícola. É necessário apoiar um 
sindicalismo anti-pesticida, anti-autoritário, para a manutenção do campesinato e uma 
agricultura local em escala humana. O forte apoio a tal união não pode mudar imediatamente 
a constituição de câmaras que são majoritariamente propriedade da união agroindustrial, 
mas poderia apoiar uma linha de ação combativa e completamente legítima.

Além disso, devemos continuar a explicar como o uso de pesticidas é apenas uma faceta de 
um sistema de produção global que nos leva diretamente ao desastre. É todo esse sistema 
capitalista que teremos que reverter para reinventar as sociedades capazes de responder às 
necessidades dos seres humanos sem destruir a natureza.

http://www.alternativelibertaire.org/?Contre-les-pesticides-contre-l-agriculture-capitaliste


Mais informações acerca da lista A-infos-pt