(pt) France, Alternative Libertaire AL #283 - Educação Sul: Ancorando lutas nas realidades profissionais (en, fr, it) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 31 de Maio de 2018 - 07:13:09 CEST


O congresso da SUD-Educação foi realizado em Boulogne-sur-Mer de 26 a 30 de março. O 
desafio: melhor arar o terreno, permanecer fiel à herança do sindicalismo revolucionário. 
---- Novas ofensivas liberais visam destruir a escola, através de uma crescente 
territorialização do serviço público, austeridade fiscal e ataques reacionários. Diante 
disso, o congresso da SUD-Educação quis interrogar, definir e construir ferramentas de 
transformação social para as equipes militantes. ---- Os textos adotados tocam nos 
principais eixos estratégicos. ---- Construir fortes ataques é um deles, e tem dado origem 
a discussões difíceis sobre a articulação entre greve renovável, greve parcial e / ou 
pontual sem cair no encantamento ritual. O Congresso reafirmou a centralidade da greve 
geral na história do movimento sindical revolucionário e do nosso sindicalismo, apesar da 
dificuldade de criar as condições e uma ancoragem infelizmente insuficiente do SUD. Vários 
textos propuseram ferramentas para superar essa situação, desenvolvendo lutas em torno das 
condições de trabalho, treinando ativistas para ferramentas de autogerenciamento (a 
pesquisa-ação, por exemplo) e para construir um projeto escolar inclusivo.

A atividade foi assim definida a partir de dois ângulos: o da melhoria das condições de 
trabalho e o de uma escola inclusiva aberta a todos. Um debate importante foi assim 
dedicado ao anti-sexismo e à luta contra a discriminação de LGBT +.

Luta contra a hierarquia
A solidariedade internacional não foi esquecida. Tempos de reflexão coletiva foram 
organizados sobre autogestão e anticolonialismo ; o congresso afirmou solidariedade com o 
povo de Rojava e votou uma moção de apoio às famílias dos presos políticos saharauis, 
vítimas da monarquia marroquina.

Além dos debates políticos, as discussões têm mostrado que a preparação das eleições 
profissional era um grande problema para as equipes sindicais conseguiram superar as 
tensões internas para construir juntos direção e campanhas federação capaz e renovar suas 
ferramentas como suas práticas.

Esses textos se somam às moções aprovadas em congressos anteriores, estabelecendo 
diretrizes em termos de luta contra as práticas de hierarquia e autogestão tanto no 
sindicalismo como na atividade profissional.

No entanto, a fragilidade da federação SUD -Education continua a ser a incapacidade de 
capturar tópicos que mobilizam diretamente os colegas, com demandas quantificadas no tempo 
de trabalho para as diferentes categorias de pessoal, no número de alunos por classe, ou 
sobre as carreiras e remuneração dos titulares e não-incumbentes. Por fim, a principal 
aposta continua sendo a do estabelecimento militante do SUD, para realmente viver nossas 
orientações no terreno.

Comunistas Libertários da Educação do Sul

http://www.alternativelibertaire.org/?SUD-Education-Ancrer-les-luttes-dans-les-realites-professionnelles


Mais informações acerca da lista A-infos-pt