(pt) [Indonésia] Atualização sobre a contínua repressão do Estado contra anarquistas de Yogyakarta após o Primeiro de Maio By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018 - 07:01:22 CEST


Dia do Trabalho) que ocorreu em 1º de maio de 2018 na cidade de Yogyakarta, em uma 
intersecção de três avenidas, Sunan, Kalijaga e Sleman, ainda carrega uma grande sombra 
aos dias de hoje. 69 participantes do protesto do Primeiro de Maio foram presxs e, deste 
número, 12 foram declaradxs suspeitxs[de uma série de incidentes e confrontos com a 
polícia]. Oito companheirxs ainda estão detidxs pela polícia regional (até hoje, 2 de 
junho) e mais quatro companheirxs foram levadxs em custódia e agora estão em liberdade sob 
condição de se apresentar à polícia. No dia 7 de maio, mais prisões ocorreram contra 4 
amigxs em Bogor. De acordo com o testemunho policial, eles estiveram monitorando xs 
companheirxs desde o dia do incidente que por fim levou às perseguições e prisões em Bogor.

Esperamos que estes detalhes esclareçam a confusão sobre as notícias de que umx 
companheirx teria se entregado, o que não é verdade. Existem rumores devido à falsas 
notícias midiáticas. As mídias impressas e online apenas mencionam 2 pessoas, de forma que 
se levanta a presunção de que x amigx não identificadx se rendeu quando a prisão em Bogor 
ocorreu em dois locais diferentes, e o local não foi reportado. Até agora ainda estamos 
especulando sobre a razão porque a polícia não forneceu informações completas a imprensa 
com relação às prisões em Bogor.

Além disso, outras questões que podemos transmitir são o acompanhamento jurídico de amigxs 
no início com 8 suspeitxs (que foram presxs desde o incidente em 1º de maio, sem contar xs 
companheirxs pegxs em Bogor); o amigo Brian Valentino, que atende pelo nome de Ucil, é o 
único que não tem aconselhamento legal.

Mas por enquanto, xs 8 amigxs, incluindo Ucil, estão recebendo assistência legal com os 
seguintes detalhes:

4 pessoas (3 estudantes da Universidade Islâmica da Indonésia, campus Yogja e 1 estudante 
da Universidade Sanata Dharma) acompanhadas pela LKBH (advogadxs de apoio legal) 
Universidade Islâmica da Indonésia - 1 pessoa (de Manado) acompanhada pela equipe OBH 
(incluindo LBH) - 1 pessoa (estudante da Universidade Islâmica Nacional) acompanhada pela 
LKBH (Mbak Ririn), e as outras duas de acordo com informações (não confirmadas) também 
acompanhadas por Ririn Mbak. E para xs amigxs que estão presxs em Bogor, estamos 
providenciando assistência legal e daremos informações mais detalhadas quando tivermos.

Os atos de solidariedade passados e futuros de companheirxs aqui na Indonésia ou no 
exterior, são altamente apreciados por nossxs amigxs presxs. A solidariedade em forma de 
fundos, coletados previamente para a assistência legal de Ucil, está agora sendo 
redistribuída para outras necessidades dele e de todxs xs nossxs amigxs que estão 
atualmente detidxs. A solidariedade ainda é necessária? Sim, de qualquer maneira, porque 
nossos espíritos estão sempre com xs amigxs que estão agora definhando por trás das grades.

Agora elxs foram detidxs por um mês pela polícia provincial e estarão ali até 29 de junho, 
quando serão transferidxs para a Prisão de Cebogan, Yogyakarta. E sobre a data da 
audiência, retransmitiremos a informação assim que soubermos.

Xs companheirxs que estão detidxs estão em boa saúde e espírito. Ouviram sobre as notícias 
de que não estão sozinhxs e que existe muita solidariedade a elxs, o que xs fez sorrir 
alegremente. Elxs nunca se esquecem de dizer axs amigxs que estão do lado de fora que 
nunca se extingua o espírito de guerra de classes.

Quaisquer fundos serão gratamente recebidos e podem ser pagos por meio desta conta paypal 
www.paypal.me/TobiVBonano.

As fotos em destaque são de ações solidárias em Jakarta, Bogor, Manado, Makassar, 
Balikpapan, e Melbourne-Austrália.

Tradução > Imprensa Marginal

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/05/03/indonesia-video-neste-1o-de-maio-anarcopunks-voltam-as-ruas-de-bandung-contra-o-estado-e-o-capital/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt