(pt) [Espanha] Três feministas da CNT represaliadas por participar na greve feminista de 8 de março em Gijón By A.N.A. (en)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 7 de Junho de 2018 - 08:11:37 CEST


#YoTambiénFuiPiquetera ---- #AbsoluciónPiqueteresXixón ---- Durante a jornada de 
#HuelgaFeminista8M, fomos muitas as que saímos à rua. ---- Como em qualquer jornada de 
greve, se realizaram muitos piquetes informativos em um grande número de localidades do 
Estado espanhol, entre elas Gijón. ---- Ali, um bloco de mulheres percorreu dezenas de 
estabelecimentos da cidade distribuindo panfletos informativos às trabalhadoras sobre seu 
direito a greve e cantando lemas feministas de classe. ---- A jornada transcorreu sem 
incidentes até que o piquete informativo chegou à loja Mango[multinacional têxtil 
espanhola que tem mais de 2.400 lojas em 107 países], onde o encarregado tentou impedir 
que entrássemos, ameaçando e agredindo a algumas das companheiras que pretendiam 
distribuir folhetos às trabalhadoras.

Este indivíduo avisou depois à polícia e nos perseguiu durante mais de uma hora pelas ruas 
da cidade tirando fotos. Empurrou a uma das companheiras, mas ele a ela. Se ele é o 
denunciante, não sabemos que agressões alega porque de nossa parte não houve nada. Não lhe 
demos importância e seguimos com a faixa por outras lojas.

Dias depois a polícia deteve a uma companheira em seu domicílio e intimou mais duas para 
prestar depoimentos, que foram a delegacia acompanhadas por pessoas que manifestaram seu 
rechaço ao assédio para com as companheiras.

Agressões machistas como esta que denunciamos não pararão nossa luta. Tampouco 
intimidações policiais, nem a repressão à qual estão sendo submetidas as companheiras 
detidas em Burgos ou Barcelona durante um piquete informativo também no 8M.

A reação da Mango não nos surpreende: representa perfeitamente aquilo contra o qual 
milhares de mulheres lutamos no dia 8 de março. Mediante a moda, contribuiu para impor um 
modelo de beleza anti-natural, sob condições laborais abusivas no comércio, por não entrar 
já nas condições de quem produz sua roupa.

SE MEXEM COM UMA, MEXEM COM TODAS.

Tradução > Sol de Abril


Mais informações acerca da lista A-infos-pt