(pt) [Espanha] Sevilha: Readmitidas as oito Kellys despedidas pelo Hotel Barceló Renacimiento By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018 - 07:35:07 CET


Após um duro conflito sindical, as oito camareiras de andar do "Hotel Barceló 
Renacimiento" serão readmitidas escalonadamente ao longo do mês de dezembro pela nova 
empresa encarregada da limpeza, Alterna Solutions. ---- O conflito se iniciou em 31 de 
julho passado deste mesmo ano quando o Hotel de cinco estrelas "Barceló Renacimiento", 
situado na sevilhana Ilha da Cartuja, decidiu prescindir de "Aura ETT Cooperativa", que 
era a empresa encarregada do serviço de limpeza e onde formalmente estavam integradas as 
trabalhadoras. O hotel tomou esta decisão depois que a Inspeção de Trabalho se apresentou 
em suas instalações para fazer comprovações, dado que haviam recebido duas denúncias de 
uma suposta fraude na contratação.

Assim pois "Barceló Renacimiento" decidiu cortar pelo bem e livrar-se da falsa cooperativa 
"Aura ETT" para contratar os serviços de "Alterna Solutions". Mas no processo de mudança 
as oito camareiras de andar, que estão filiadas à CNT Sevilha, foram despedidas sem que 
garantissem seus direitos, sem compensação econômica nem explicação alguma, sendo 
substituídas por outras novas trabalhadoras.

Após umas primeiras concentrações na porta do hotel se realizaram reuniões com a direção 
do "Hotel Barceló", que ofereceu a readmissão através de "Alterna Solutions" em troca de 
que a CNT suspendesse as ações de protesto. Mas tudo resultou ser um engano, dado que 
"Alterna Solutions" não sabia nada disso, pelo que o sindicato recrudesceu as ações de 
protesto e o conflito saltou à luz pública.

Desde essa primeira ruptura de conversações as oito Kellys[uma espécie de apócope para "as 
encarregadas da limpeza"]e suas famílias, acompanhadas de companheiros da CNT, iniciaram 
uma série de concentrações diante da porta do hotel, assim como outras muitas ações de 
protesto unidas a uma campanha explicativa de sua luta e reivindicações. A luta já não se 
limitava tão somente à readmissão das despedidas, mas a que as condições fossem dignas 
quanto ao salário, jornada de trabalho, descansos e férias, já que enquanto trabalhavam em 
"Aura ETT" o faziam em circunstâncias absolutamente precárias, com salários de 1,50 € por 
apartamento, jornadas extenuantes com trabalhos por empreitada e férias e descansos não 
remunerados.

Durante o conflito, as camareiras de andar despedidas receberam o apoio e solidariedade de 
uma multidão de cidadãos, assim como outras associações de Kellys, ou sindicatos de 
Estudantes, a associação de táxi, Participa Sevilha, ou os candidatos da coalizão 
"Adelante Andalucía", Teresa Rodríguez e Antonio Maíllo, entre outros.

Finalmente, e dias antes de que a CNT realizasse uma manifestação programada para 
princípios de novembro que percorreria o centro de Sevilha reivindicando a readmissão das 
oito companheiras, "Alterna Solutions", demostrando um ânimo negociador que não teve o 
"Hotel Barceló", ofereceu entrar em conversações que deram lugar primeiro em uma suspensão 
temporária das ações de protesto, e finalmente frutificaram em um acordo que pôs fim ao 
conflito.

No acordo, "Alterna Solutions" se compromete com a readmissão das oito trabalhadoras com 
contratos de 30 horas e sob a cobertura do convênio coletivo da hostelaria de Sevilha. As 
oito camareiras de andar filiadas à CNT de Sevilha começaram a se reincorporar ao trabalho 
no início deste mês de dezembro e as últimas delas o serão antes que acabe o presente ano.

Fonte: 
http://cnt.es/noticias/sevilla-readmitidas-las-oito-kellys-despedidas-por-o-hotel-barcel%C3%B3-renacimiento

Tradução > Sol de Abril

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/11/08/espanha-video-assim-foi-a-corrida-popular-contra-o-desemprego-em-traspinedo/

agência de notícias anarquistas-ana


Mais informações acerca da lista A-infos-pt