(pt) France, Alternative Libertaire AL #261 - Maio: Contet + Editorial (en, it, fr) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 31 de Maio de 2016 - 12:51:43 CEST


movimento social; o direito do trabalho; Saint-Denis em pé; conflito hospitalidade; 
imprensa; Tome Coma Fácil; auto-empreendedorismo; referendo em Notre-Dame-des-Landes; 
pausa de Inverno; Pasta Grenoble; "Red-green" institucional; O jornal Postilion; popular 
bairro; corrupção; Mayotte; Ataques na Bélgica; Anarquistas na Grécia; economia circular; 
A esterilização voluntária; O caso da Praça Haymarket ---- Editorial: O poder em questão 
---- Foco: Movimento Social ---- Em maio, acelerar para derrubar a lei ---- Saint-Denis em 
pé de convergência ao serviço de ação ---- para ganhar, bloquear tudo ---- Luta ---- 
guerra de classes no palácio  ---- para o progresso social animada! ---- Social ---- Tome 
Coma Fácil, uberisée de entrega a partir ---- da auto-empreendedorismo é a abolição do 
salário ---- Notre-Dame-des-Landes: Referendo ou não, não, não é! ---- Sem descanso para 
as vítimas da rua

Grenoble
O institucional "vermelho-verde": uma alternativa?
Jornal Entrevista Postillon: "Há muito a informar sobre a prefeitura atual"
Nas cidades, nada mudou
A corrupção do poder em ação

Internacional
Colonies: auxílios de natureza social, WMD
Mayotte (colônia francesa): "Um clima de bloqueio e ras-le-bol"
Bélgica: Após os ataques, a repressão do Estado
Grécia: Anarquistas contra as máfias

Ecologia
economia Circular lavagem mais verde

Antipatriarcat
Esterilização Voluntária: Cabe às mulheres para decidir!

Cultura
Series: o ano de 2016 surrealista coletiva Paris Grupo Roman: The Boat Fábrica Kobayashi 
Takiji Monografia: Funciona folhetos. Um século de ações políticas e militares Zvonimir 
Novak teste: Wrath nuclear. O pós-desastre Takashi Imashuro

História
Há 130 anos: o caso da Praça Haymarket e nós


Editorial: O poder em questão

Iniciativas Noite permanentes são heterogêneas em sua dinâmica e composição. Através deles 
é levantada a difícil questão do poder. Primeiro: o que podemos lidar com as políticas atuais?

O princípio da convergência de lutas é colocada nestes encontros. Estes oferecem uma 
estrutura para aqueles que estão isolados, são tão precária. Mas o risco é incentivar a 
deserção de onde o confronto classe é construído (locais empresa ou escola) em favor de um 
confliction única simbolizado por discursos sobre "a luta" ou "oligarcas".

Em seguida, a questão da reapropriação da política é reclamada. Mas esta questão é 
relevante se ele é extraído de uma certa "auto-segregação" e modos sociais de ação 
associada a ele: o fascínio com o radicalismo ou universidade cultura verbal. Como a 
ocupação de lugares públicos não significa reapropriação.

Para isto é preciso intervir em áreas onde exerce o poder econômico e policial da 
população: os bairros qualquer. Ainda assim constrói uma cultura de luta democrática 
saudável. Mas, como em qualquer movimento, a pergunta que deve nos guiar é: o que restará 
desta? Que pontos de não retorno que conseguimos alcançar?

Libertaire Alternativa, 28 de abril de 2016

http://www.alternativelibertaire.org/?Edito-Le-pouvoir-en-question


More information about the A-infos-pt mailing list