(pt) US, Federação Anarquista Rosa Negra: Anarquismo negro: um livro-texto

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 11 de Março de 2016 - 09:01:49 CET


No terreno extenso da história do anarquismo, poucos eventos têm tanto vulto quanto a 
Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Incontáveis livros, filmes, canções, folhetos, 
buttons, camisetas e outros são mais do que merecidamente devotados a essa luta 
transformadora por revolução social feita pelos trabalhadores e camponeses espanhóis. Mas 
rebuscando a montanha de material disponível, pouco pode ser encontrado sobre militantes 
negros na revolução espanhola, como o que está na poderosa foto de capa deste livro; um 
membro das fileiras Bakunin em Barcelona, Espanha, 1936, e símbolo tanto da profunda 
presença e ausência de anarquistas negros internacionalmente. ---- Por mais de 150 anos, 
anarquistas negros tiveram papel crucial em modelar as diversas lutas por todo o mundo, 
incluindo greves massivas, movimentos de libertação nacional, associações de moradores, 
solidariedade a prisioneiros, libertação gay, formação de organizações de libertação negra 
autônomas, entre outros.

Nosso momento político atual está caracterizado pelo ressurgimento de rebeliões negras em 
resposta à violência racial do estado, à criminalização e à pobreza. Comunidades negras e 
da afro-diáspora em locais como Reino Unido, África do Sul, Brasil, Haiti, Colômbia e EUA 
iniciaram movimentos populares sociais para resistir a condições de morte social e forjar 
meios de libertação em seus próprios termos. Dado o espírito anti-autoritário dessas 
lutas, o momento é propício a dar uma olhada mais de perto ao anarquismo em geral e, em 
particular, ao anarquismo negro.

A ausência enganadora de política anarquista negra na literatura existente pode ser 
atribuída à contradição inerente encontrada dentro do cânone eurocêntrico do anarquismo 
clássico que, em aliança com a concepção ocidental de universalismo, passa por cima e 
ativamente emudece as contribuições de povos colonizados. Em anos recentes, militantes 
negros e outros dedicados à política anarquista negra fizeram bastante por ressaltar o 
anarquismo negro através de inúmeros ensaios, livros, entrevistas e palestras públicas, 
muitos das quais foram reunidos pela primeira vez neste livro-texto.

Nossa esperança é a de que este texto servirá como contribuição frutífera aos diálogos, 
debates e lutas contínuos ocorrendo em toda a diáspora negra sobre como continuar em nossa 
libertação globalmente. “O Anarquismo”, notou Hannibal Abdul Shakur, “como tudo, encontra 
um novo significado radical quando encontra a negritude”. Apesar de este texto nos trazer 
mais próximos de um “novo significado radical” para o anarquismo, existem lacunas 
importantes que precisam ser preenchidas para que se obtenha um quadro mais completo do 
anarquismo negro, particularmente as contribuições vitais de anarquistas mulheres negras, 
militantes gays e outros companheiros do Sul Global.

Na luta,

Black Rose Anarchist Federation / Federação Anarquista Rosa Negra

Baixe o livro-texto aqui: 
http://www.blackrosefed.org/wp-content/uploads/2016/02/Black-Anarchism-A-Reader.pdf


More information about the A-infos-pt mailing list