(pt) [Grécia] Informação sobre a Terceira Feira do Livro Anarquista em Patras By A.N.A. (ca, en, gr)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 14 de Julho de 2016 - 11:12:46 CEST


Texto informativo do Centro Social Auto-organizado Epí ta Proso, sobre a celebração da 
Terceira Feira do Livro Anarquista em Patras, de 26 a 28 de maio de 2016. ---- De 26 a 28 
de maio de 2016 se celebrou no centro de Patras a 3ª Feira do Livro Anarquista, celebrada 
nos últimos três anos pelo Centro Social Auto-organizado Epí ta Proso. Durante três dias 
várias pessoas passaram pelo local celebrando o evento, entrando em contato com os livros 
anarquistas. ---- Como escrevemos no comunicado anterior “o objetivo do festival é colocar 
em destaque a riqueza das ideias anarquistas, antiautoritárias e libertárias, a difusão 
das propostas anarquistas na sociedade e em particular junto aos jovens da cidade, em uma 
época que prevalece a propaganda estatal contra aqueles que resistem de maneira 
auto-organizada e desde baixo, enquanto que o racismo, o canibalismo social e a 
fascistização parecem ser as únicas alternativas de uma sociedade em crise.

Ao mesmo tempo, em um período em que no seio dos movimentos de resistência se estão 
formando condições de depreciação da deliberação e aprofundamento político, acreditamos 
que a promoção da cultura de autoeducação, da exploração política e teórica, da 
conservação da memória social e de classe contra a cultura do anarquismo de estilo de vida 
e a transformação da política em um espetáculo cruel, constituem momentos particularmente 
importantes na direção à uma reorganização geral do movimento radical e revolucionário”.

Efetivamente, em tempos de recessão dos movimentos, nos quais o individualismo se vê muito 
aparente no campo social, consideramos que a celebração de eventos como esse é muito 
importante porque pessoas de todas as idades tem a oportunidade de se aproximar da riqueza 
dos livros anarquistas e das propostas anarquistas de maneira direta, sem mediadores e sem 
as distorções da Soberania.

No que diz respeito à Feira, o primeiro dia começou com a apresentação do livro “O 
calendário de um obreiro da Renault, 1956-1958” pelas edições Kiúmeni Topi (Lugares em 
Movimentos). Foi apresentado pelas edições Sofita o livro “Anarquismo e antropologia”. O 
primeiro dia foi finalizado com o maravilhoso monólogo “Mama Toni” de Dario Fo e Franca 
Rame, pelo grupo teatral Pira(g)ma.

Já no segundo dia assistimos com muito interesse a apresentação do livro “Meu irmão 
Stelios, uma referência de memória e registro dos dias antiautoritários nos anos da 
Ditadura e da transição tardia”, das edições Rigma (Ruptura), pelo seu autor Kyriakos 
Vasiliadis. A noite continuou com o evento-debate “O militarismo nos tempos do Syriza”, 
com uma introdução feita pelo grupo Xypólito Tagma (Pelotão Descalço). O segundo dia 
terminou com a projeção do documentário “Ecos do desgarro” do coletivo cinematográfico 
Câmera Negra. No segundo dia ainda se realizou uma informação-apresentação da 10ª Feira 
dos Bálcãs do Livro Anarquista, realizada em Ioánnina de 23 a 25 de junho de 2016.

O terceiro e último dia da Feira começou com a apresentação do livro recentemente 
publicado “Contra o Estado, a transição aberta e a liberação social: Uma contribuição para 
a teoria política do Anarquismo Social” pelas edições Nautilos. Depois assistimos também 
como interesse a apresentação do livro “Desfeitos sociais: A história da cena punk em 
Atenas – 1979 – 2015”, das edições Aprovleptes (Imprevisíveis) pelo autor do livro Giannis 
Kolovós. A 3ª Feira do Livro Anarquista chegou ao seu final com a apresentação teatral “A 
apologia de Teófilos Tsafos” por Re Alexis.

Os três dias da Feira, e simultaneamente com ela, se celebrou o dia do Cartaz Político, 
assim como exposições de fotos, música autogestionada, distro e material impresso sobre o 
movimento anarquista e antiautoritário de Patras.

Como centro social auto-organizado Epí Ta Proso gostaríamos de agradecer a todos aqueles 
que responderam ao nosso chamado para participar da 3ª Feira do Livro Anarquista: 
Editoriais, autores de livros, grupos teatrais, coletividades, companheiros e companheiras 
que apoiaram a Feira com sua presença nos eventos nesses três dias, assim como todos 
aqueles que se interessou a participar, apesar de que ao final do dia não conseguiram.

De nossa parte, podemos dizer que seguiremos a promover a lógica da comunicação sem 
mediadores, da expressão autogerida, de participação igualitária e da horizontalidade, 
tendo a convicção de que nossa luta de hoje possui uma relação direta com a sociedade que 
queremos edificar amanhã.

Seguiremos fazendo prática a ação sem mediadores sobre uma série de questões associadas 
com a nossa vida e a vida daqueles que estão ao nosso redor, e sobre as consequências que 
tem as planificações dos patrões políticos e econômicos para as nossas vidas.

Centro Social Auto-organizado Epí ta Pros, junho de 2016.

http://verba-volant.info/pt/informacao-sobre-a-terceira-feira-do-livro-anarquista-em-patras/


More information about the A-infos-pt mailing list