(pt) Protesto da União Sindical Libertária de Atenas realizou uma concentração de protesto diante da livraria Ianós

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 18 de Fevereiro de 2016 - 11:57:25 CET


No centro da cidade. Segue o texto do panfleto que foi distribuído durante o protesto. 
---- Ianós: Uma cadeia de “cultura” com valentões ---- A cadeia de “cultura da exploração” 
e dos valentões, Ianós, não deixou de dar motivo a protestos e de tornar cada vez mais 
difíceis as condições laborais para seus trabalhadores. Horários esgotantes, ameaças e 
imposições de multas sob vários pretextos, ataques aos direitos sindicais, demissões 
vingativas, aparatos (escâneres) de controle da produtividade, ou seja “o empregado do 
mês”, assim como tentativas de impor aos empregados a declaração de suas opiniões 
sindicais, já que o patrão caminha com um papel na mão e obriga aos empregados a assinar 
que não estão de acordo com as ações da Associação de Trabalhadores no Setor do Livro, e a 
“renunciar a ela”.

Uma das principais conquistas da patronal de Ianós, no entanto, é que nunca deixa de impor 
aos trabalhadores, a jornada no último domingo do ano. Enquanto os trabalhadores no setor 
do comércio se vejam obrigados a trabalhar durante vinte dias consecutivos, e não 
descansam nem sequer aos domingos, e enquanto os grevistas e os solidários realizam ações 
e piquetes, a coleira (… no pescoço do trabalhador) da livrarias Ianós sempre busca a 
oportunidade de atacar. Em 28 de dezembro de 2014 atacou, chamando as denominadas forças 
antidistúrbios a bater nos grevistas e a proceder a detenções, enquanto que um ano mais 
tarde, em 12 de dezembro de 2015, Andreas Georgiadis e Paraskevás Karasulos, ambos da 
editoria “Mikri Arktos” (Osa Menor) e ao mesmo tempo sócios e encarregados (mais… 
valentões) da galeria de arte de Ianós, protagonizaram a agressão contra um companheiro de 
trabalho, batendo em sua cabeça com uma garrafa de vidro. Por isso ele teve que fazer três 
pontos de sutura. Em 17 de janeiro de 2016, dia de greve em protesto pela abolição do 
domingo como dia festivo, a rede Ianós contratou a outros dos valentões, que tiveram um 
comportamento extremamente provocativo durante o protesto dos trabalhadores.

Para nós é claro que os patrões, pequenos ou grandes, desenfrearam uma ofensiva com o 
pretexto da crise, e procederam a exploração mais cruel e à deterioração de nossas 
condições de trabalho e de vida. Para melhor conseguir seus objetivos, fazem legislar aos 
ministros, fazem com que os policiais e valentões deem surras, fazem com que os partidos 
prometam e tramam maldades.

Vamos responder a esta agressão, assim como a qualquer agressão feita pela patronal de 
Ianós ou por qualquer outro patrão, com organização, solidariedade e lutas sem 
hierarquias. A classe trabalhadora pode e deve mostrar sua força, é assim que recuperamos 
nossas vidas.

Ninguém só, frente à patronal.

União Sindical Libertária de Atenas

O texto em grego, castelhano.

13/02/2016, 17:59
Posted in Escravidão assalariada, Outros, Repressão

http://verba-volant.info/pt/protesto-da-uniao-sindical-libertaria-de-atenas-diante-da-livraria-ianos/


More information about the A-infos-pt mailing list