(pt) Espanha, CNT denuncia a situação laboral dos Médicos Sem Fronteiras em sua sede em Madrid

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 8 de Abril de 2016 - 17:47:45 CEST


Respondendo a chamada de solidariedade da CNT de Compostela, um piquete informativo do 
Sindicado de Artes Gráficas, Comunicação e Espetáculos, depois da oportuna coordenação com 
o de Ensino e Intervenção Social, se combinou a 30 de março, na sede de Madrid dos Médicos 
Sem Fronteiras (MSF), para denunciar a discriminação que sofrem alguns trabalhadores da 
ONG em Galícia. ---- O conflito surgiu quando os Médicos Sem Fronteiras decidiu mudar os 
contratos temporários (em fraude à lei) das equipes de captação de sócias e sócios por 
contratos indefinidos. Esta mudança se aplicou a todas as equipes, com exceção das 
trabalhadoras e trabalhadores que não são residentes nacionais, apesar de contar com as 
permissões de trabalho necessárias, o que constitui um grave caso de discriminação.

Segundo a Secretária Geral de Imigração e Estrangeiros, não existe impedimento legal para 
que às nossas/os companheiras/os se apliquem esta modificação, e ainda, a Lei Orgânica 
sobre direitos e liberdades de estrangeiros na Espanha e sua integração social resguarda a 
contratação igualitária entre pessoas estrangeiras e nacionais. Ante as reclamações, 
pedindo uma explicação e um tratamento imparcial e justo, o MSF reafirma sua postura 
discriminatória.

Esta é a razão pela qual os cenetistas repartiram informações aos trabalhadores/as e 
sócios/as que se encontravam na sede e aproveitaram para denunciar a situação entre os 
transeuntes.

O trabalho informativo do piquete obrigou que, a partir da sede central dos Médicos Sem 
Fronteiras em Barcelona, se pronunciassem para tentar reconduzir a situação. Desde o 
sindicadotemos mostrado nossa preocupação porque, uma ONG que realiza um louvável labor 
humanitário no mundo, mostre tão pouca sensibilidade pela situação laboral de seus 
trabalhadores/as na Espanha, e temos instado a se colocar em contato com a seção sindical 
em Compostela para solucionar o conflito.

Esperamos que o MSF tome nota das ações solidárias que a CNT está levando a cabo em 
diferentes pontos do estado e ponha fim o quanto antes a essa situação de discriminação 
citada.Caso contrário, o sindicato seguirá seu labor de denúncia até a solução completa do 
conflito.

Sindicato de Artes Gráficas, Comunicação e Espetáculos de Madrid – CNT

graficasmadrid.cnt.es

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

Ventos exibidos,
que cantam fortes, uivantes,
também desafinam…

Leila Míccolis

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2016/04/04/espanha-cnt-denuncia-a-situacao-laboral-dos-medicos-sem-fronteiras-em-sua-sede-em-madrid/


More information about the A-infos-pt mailing list