(pt) Coletivo Mineiro Popular Anarquista - Saudação do COMPA à fundação da FARPA - Federação Anarquista dos Palmares

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2015 - 18:57:36 CEST


Companheiras e companheiros do então Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares (CAZP) e do 
então Coletivo Libertário Delmirense (COLIDE), de Alagoas, ---- Nós do Coletivo Mineiro 
Popular Anarquista (organização-irmã de Minas Gerais) saudamos a fundação da Federação 
Anarquista dos Palmares, a mais nova organização especifista do Brasil, resultado da 
junção das organizações CAZP e COLIDE. Saudamos com muito entusiasmo por entendermos ser 
esse um grande passo do anarquismo no nordeste e no Brasil, pois reflete o avanço na 
organização das e dos anarquistas na região e a sua inserção social nas lutas populares de 
Alagoas. ---- Avanço esse que não veio por acaso: são mais de 10 anos que o CAZP vem 
militando nas lutas sociais do povo alagoano, enraizando anarquismo, fortalecendo nossa 
bandeira e semeando resistência e ação-direta nas terras de Zumbi. Tal como a 
companheirada do CAZP, também as e os compas do COLIDE têm papel destacado nesse processo, 
pois, mesmo sendo uma organização mais nova, nos seus anos de existência atuou com empenho 
e dedicação no interior do estado, ampliando o campo de presença do socialismo libertário 
na vida dxs trabalhadorxs, exploradxs e oprimidxs.

Nesse momento particular de crise pelo qual passa o país, entendemos que se faz mais 
oportuno e necessário ainda esse fortalecimento do anarquismo no norte e nordeste, que não 
se dá somente com a fundação da FARPA, mas também com o avanço na integração das 
organizações anarquistas da região. Em 2014, 6 organizações anarquistas finalizaram o 5º 
encontro regional do Norte e Nordeste, possibilitando aprofundar os debates, ajustar 
questões de organização no nível regional e encaminhar resoluções importantes para a luta 
no Norte-NE do Brasil.

Para resistir e avançar é preciso organização, disciplina e estratégia, e é nesse sentido 
que as companheiras estão caminhando e mostrando como se faz. Em meio à efervescência 
política que abrange toda a esfera nacional e que exige firmeza, posicionamento e a 
construção de um programa revolucionário de caráter libertário no seio de nossas lutas 
populares, a fundação da FARPA nos revigora os ânimos e nos dá a certeza de que, com 
tropeços e acertos, humildade e convicção ideológica, o anarquismo segue se enraizando nos 
quatro cantos do país, marcando presença, construindo uma outra proposta de luta que 
esteja para além das eleições, do estado, da ilusão na justiça burguesa e das burocracias 
nos sindicatos e movimentos sociais. Uma proposta que não repita o maisdo-mesmo da 
esquerda que legitima a alternativa pelo andar de cima, que aparelha os movimentos sociais 
e que breca a organização de base, mas que seja oriunda da revolta e da capacidade de 
traduzi-la em Poder Popular nos vários setores oprimidos da sociedade.

A revolta contra as injustiças, a opressão e a exploração que incandesce os nossos 
corações em Minas Gerais e no sudeste é a mesma que incandesce no sul, centro-oeste, norte 
e nordeste. É a mesma que um dia vibrou os corações dxs trabalhadorxs e do povo oprimido 
no Brasil, Uruguai, Argentina, Chile, Cuba, Rússia, Espanha, Itália, Bulgária, América do 
Norte, Ásia, Oceania e em todo mundo. É a mesma que hoje dá forças ao povo Curdo na luta 
contra o Estado Islâmico, a Turquia e o estado da Síria, ao passo que promove uma 
Revolução Social com caráter federalista, libertário e feminista. É a mesma que ergueu os 
zapatistas. E é também a mesma que despertou Zumbi, Dandara e todo o povo de Palmares e 
dos quilombos na luta contra a escravidão, de quem a FARPA dignamente lega a rebeldia e a 
resistência.

É essa revolta que nos une e que nos faz internacionalistas. É essa revolta que nos une e 
que dá substância e vida à solidariedade de classe. É dessa revolta que nasce a nossa 
ideologia anarquista! Longa vida ao anarquismo, longa vida à FARPA!

"Aos que tem tudo: NADA!
Aos que tem nada: TUDO!
Clã Nordestino mudou minha visão de mundo!" - Manifesto, música do Clã Nordestino.

FORTALECER O ESPECIFISMO EM ALAGOAS, NO NORDESTE E NO BRASIL!
VIVA A FARPA!
VIVA O ANARQUISMO!

Belo Horizonte, 17 de setembro de 2015

COMPA - Coletivo Mineiro Popular Anarquista

http://www.coletivocompa.org/2015/09/saudacao-do-compa-fundacao-da-farpa.html


More information about the A-infos-pt mailing list