(pt) Grécia, Calcídica, 27 de setembro de 2015: Marcha Antirrepresiva (ca, gr)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 1 de Outubro de 2015 - 11:34:52 CEST


Em 23 de agosto se realizou uma marcha contra a extração de ouro em Skuriés, Calcídica. Em 
março deste ano houve confrontos entre manifestantes e policiais, nos quais os últimos 
realizaram a retenção de um ônibus inteiro, no qual 78 pessoas estavam viajando. Essas 
retenções tornaram-se prisões, inicialmente sob a acusação de motim e, então, sob a 
acusação de alteração da ordem pública. 74 detidos foram liberados, enquanto que dos 
outros quatro, dois companheiros se recusaram a dar suas impressões digitais e outros dois 
não forneceram nenhum dos seus dados pessoais. ---- No julgamento no dia seguinte, dois 
companheiros foram sentenciados a 17 meses de suspensão e no mesmo dia, mais tarde, a 
polícia adiciona a suas penas a deportação administrativa. Deve notar-se que é a primeira 
vez que se condena por crimes menores. Em 25 de agosto, os dois companheiros foram 
transferidos da Delegacia de Poliguiros, onde estavam detidos, para a Direção Geral da 
Polícia em Tessalônica, esperando para ver como iria avançar o processo de sua deportação. 
Dois dias depois foi realizada uma concentração de solidariedade fora do edifício da 
Direção Geral de Polícia. Durante e após a concentração a atitude dos policiais tornou-se 
mais vingativa que antes ("guarda eficiente", ameaça com o risco de redução do tempo de 
visitas, ameaçando-os com o isolamento e a separação de outros prisioneiros e outras 
bravatas deste tipo).

Não nos surpreende a atitude do Estado, dos juízes e dos policiais nesta matéria, já que 
estamos acostumados ao tratamento vingativo de todos, para aqueles que resistem e lutam 
contra as instituições desta sociedade podre e corrupta e todos aqueles que lutam pela 
liberdade. Um dos meios utilizados pelo Estado e o Capital é a sociedade de controle, 
através da qual tenta impor sua "ordem", manipular as massas e registrar qualquer 
movimento de pessoas. Aterrorizam para eliminar qualquer reação ou resistência, reprimem a 
qualquer um que se atreve a se opor contra eles e esmagam a vida pessoal de cada um de 
nós, cientes de nossos dados pessoais e criando assim uma prisão invisível.

A luta em Skuriés é parte de um esforço mais amplo contra a destruição e pilhagem da terra 
que está acontecendo ao redor do mundo. São umas catástrofes que servem os interesses do 
Estado e do Capital. Por um lado, a ganância das multinacionais, buscando o máximo 
benefício possível, continua com seus planos autoritários e destrutivos, sem qualquer 
escrúpulo para com os impactos na natureza. Por outro lado, o Estado, sabendo que o 
"estupro" que está sofrendo a terra, faz vista grossa, porque lhe convém a maximização do 
lucro do Capital.

De nossa parte não deixaremos que joguem o "jogo" com impunidade. Vamos continuar a lutar 
contra qualquer um que nos prive da liberdade. A deportação dos dois companheiros nos 
exaspera e não ficará sem resposta. Estaremos sempre frente a eles, na rua, lutando contra 
o que nos afoga, tendo como única arma a solidariedade. Estamos ao lado de nossos dois 
camaradas anarquistas e vamos estar ao seu lado quando necessitem. Mesmo que nos separem 
as fronteiras, a luta continuará sendo comum e combativa. Não nos assustam as táticas 
sujas que se valem. A deportação dos nossos dois companheiros faz aumentar nossa raiva e 
nos dá motivação para continuar lutando até o final. Nunca vamos ficar de joelhos ante os 
empregadores, o Estado e o Capital.

Força para os dois companheiros anarquistas. A luta pela liberdade e a anarquia continua 
com todos os meios.

Domingo, 27 de setembro de 2015, Marcha Antirrepresiva, às 11h, na Praça Maior de 
Poliguiros, Calcídica.

Okupa 111

O texto em grego:

http://www.ainfos.ca/gr/ainfos02115.html

O texto em castelhano:

http://verba-volant.info/es/calcidica-27-de-septiembre-de-2015-marcha-antirepresiva/

Tradução > Liberto


More information about the A-infos-pt mailing list