(pt) France, Alternative Libertaire AL #246 - Pasta Urban: Montpellier: LUTTOPIA, Act II (en, it, fr) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 20 de Fevereiro de 2015 - 20:07:06 CET


Um centro social de auto-gestão, um habitat requisitados, um lugar de convergência de 
lutas e apoio... é tudo isso, o projeto Luttopia. Depois de seis meses de operação, a 
polícia violentamente evacuados Uttopia 001. Duas semanas depois abriu Uttopia 002, em 
outra parte da cidade. ---- Na primavera de 2014 abriu em Montpellier Uttopia 001, um 
centro social auto-dirigida instalado em um grande complexo de edifícios: um edifício, uma 
sala de jantar, uma sala de actividades e uma bela mansão, todos pertencentes ao Bar 
Montpellier. ---- O déficit habitacional é bastante crítica nesta cidade onde os aluguéis 
são altíssimos. 80% da população é elegível para a habitação social... mas isso é uma 
mercadoria rara. Mais de 17 000 pessoas estão à espera de uma doação. Ao mesmo tempo, mais 
de 18 000 habitações são soluções habitacionais vazias e de emergência são completamente 
con gestionnées: 80% das chamadas para Samu social são mal sucedidos.

Para Luttopia requisição coletivo é uma resposta parcial a esta crise, causada pela gestão 
capitalista da habitação. Uttopia 001 já recebeu mais de 100 pessoas: os alunos e 
estudantes, jovens trabalhadores e desempregados com menos de 25 anos, mas também em 
situação irregular e uma dúzia de famílias desabrigadas. Rapidamente, uma distribuição de 
cesta básica foi estabelecida, de recuperação baseado.

Médicos Permanência Mundo

Luttopia também queria um lugar para conhecer, apoiar as lutas e atividade cultural. 
Muitas oficinas gratuitas foram criadas: canto, teatro, boxe, Nin-jitsu, palhaços e 
shows... O agachamento hospedado luta intermitente, a luta coletiva contra a insegurança 
ea CGT-Précaires. Saúde e centro legal também foi criada com a presença de Médicos do 
Mundo, que ofereciam consultas semanais.

O Centro Social Autônomo operado através de uma coordenação em dois níveis, a dos 
habitantes e moradores de um lado, e por outro a das associações (Médicos do Mundo, 
Cimade, LDH...), sindicatos (CGT precários) e organizações políticas (AL, CGA, JC, 
FCP...). AL Montpellier realizou uma série de reuniões lá, e alguns militantes estavam 
fortemente envolvidas no projeto.

Obviamente, o Bar não apreciam. Depois de algumas lágrimas de crocodilo, esta poderosa 
corporação pressionaram os tribunais para nos expulsar. Depois de uma batalha legal 
amarga, a deportação foi encomendado.

Em 24 de outubro, uma meia empresa CRS, acompanhada pela Brigada Anti-Crime (BAC), a 
Companhia Response Departamental e da Polícia de Fronteiras (PAF) atacaram o centro 
social. Dentro de uma hora, todos os edifícios foram evacuados e invadiram as pessoas, 
mesmo que um steeplejack corajoso poderia resistir mais tempo, antes de ser descartado.

Na sequência, a protestar, moradores e apoiadores bloquearam a linha de bonde 3 para mais 
de duas horas, apesar da violência policial gás lacrimogêneo, cassetetes, pés, punhos, os 
policiais não salvou seus meios.

Esta expulsão violenta só reforça a determinação da coordenação. Em 14 de novembro 
Luttopia comandou um novo prédio vazio pertencente ao Conselho Geral: 2000 metros 
quadrados em 6 andares. Uttopia 002 abriu e vai fazer barulho!

Fredo e Matthijs (AL Montpellier)

http://www.alternativelibertaire.org/?Montpellier-LUTTOPIA-Acte-II


More information about the A-infos-pt mailing list