(pt) France, Coordenação de Grupos Anarquistas: Montpellier - Vamos mudar o sistema, não o clima! (en, it, fr) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 4 de Dezembro de 2015 - 08:59:09 CET


Não deixe os Estados e capitalismo decidir por nós! ---- A conferência COP21 se reunirão 
em Le Bourget de 30 de Novembro a 11 de Dezembro de muitos especialistas e chefes de 
estado em torno da questão do aquecimento global ligado a atividades humanas. Esta 
conferência é organizada, financiada e dirigida por empresários e políticos responsáveis 
para o que eles dizem para nos salvar. ---- Hoje, mesmo eles não podem negar o aquecimento 
global e suas conseqüências, incluindo: a multiplicação de fenómenos meteorológicos 
extremos, água potável reduzida disponível, uma queda acentuada de biodiversidade ea 
inundação eo desaparecimento de muitos costas e áreas residenciais. ---- A conferência 
COP21 é apenas mais um, como o anterior 20, apesar de uma comunicação muito maior para a 
França, entre outros, para tentar esquecer a auditoria social catastrófica do governo. 
Entre os patrocinadores, há obviamente empresas parte do problema: Total, Carrefour, Ikea, 
Renault, BNP Paribas, EDF, Suez, JC Decaux, L'Oreal etc ...

O mercado de carbono exemplo permitindo às empresas resgatar seu mau comportamento e deve 
reduzir a produção de dióxido de carbono mostrou a aberração do capitalismo confiar a 
tarefa de gerir os problemas que ele gera. As conseqüências não será o mesmo para as 
pessoas que vão ver os vários "impostos verdes" e aumentar a sua comportamento individual 
estigmatizada.

O PS centra a sua comunicação sobre "crescimento verde", que, portanto, não põe em causa o 
que criou o problema, mas para continuar a beneficiar. A construção do aeroporto em 
Notre-Dame-des-Landes ea retomada das discussões sobre a exploração de gás de xisto nos 
lembram do pouco interesse dos nossos líderes para a redução dos efeitos de gases-estufa. 
Na verdade, é para lhes dar uma imagem ambiental, continuando a fazer o lucro como antes.

A atual situação de emergência na prática Estado aparece assim como para impedir 
manifestações embaraçosas. A demonstração de apoio para os migrantes em Paris que desafiou 
a proibição já levou a convocações e possivelmente acusação. Certos eventos dentro da 
COP21, também são proibidos.

Devemos mobilizar contra essa lógica capitalista que nos preocupa a todos, mas impactar os 
pobres a maioria dos seus conseqüências desastrosas.

Devemos lembrar as contradições do governo faz o contrário do que se diz sobre a questão 
ecológica.

Temos de colocar a questão do sistema de produção capitalista e Estados que garantam a 
sustentabilidade no centro do debate ecológico: é um sistema mortal que destrói as pessoas 
e para o planeta.

Outra Grupo do Futuro para a Coordenação de Grupos Anarquistas

http://www.c-g-a.org/montpellier-un-autre-futur/tract/1780/27112015-changeons-le-systeme-pas-le-climat-ne-laissons-pas-le


More information about the A-infos-pt mailing list