(pt) France, Coordenação de Grupos Anarquistas IAL #99 -Seria preciso um pouco lei Fioraso! (en, fr) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 11 de Maio de 2014 - 14:41:19 CEST


Após a entrada bem repugnante "lei Fioraso e continuidade da destruição social na 
faculdade", na edição anterior do IAL, vá para o próximo prato "lei e Fioraso ameaça no 
trabalho social." Porque esta lei também tem efeitos sobre a formação do trabalhador · 
está · s · · s ale social. ---- comércios aprendizagem social (incluindo monitor de · · 
instante instante educador, educador especializado · e · instante, assistente · e serviço 
social) ocorre alternadamente (curso + estágio) para um período de dois ou três anos. Os 
estágios são mais ou menos de acordo com o sector e fase de treinamento. Para alimentar 
estes fome · e · s · e · Student s, alguns estágios não são remunerados. Mas então, todos 
não está alojado no mesmo barco ou servido na mesma mesa. Na verdade, apenas · e · s · · s 
é empregador no setor privado (empresas, associações) e órgãos públicos do Estado estão 
sendo realizadas legalmente · e · s cursos de recompensa para mais de dois meses um.

Sobre o setor público, a famosa lei Fioraso2 submeter todo o campo de golfe com a 
exigência de gratificação. Mas o ministro colocar água em seu rosto mobilização vinho 
entre outras estudante · e · s. Ela anunciou em outubro passado uma consulta para ter em 
conta a situação orçamental do público. E as autoridades locais e as instituições públicas 
são livres para este ano 2013-2014, para deliciar o aluno · e · s ou deixar dietética.

O que nos queixamos?

Gratificação é bom porque dá um sabor melhor ao treinamento seguido de estudante · e · não 
é menos precária. O problema é que isso custa dinheiro - sempre dinheiro ... Mas, nestes 
tempos de défice orçamental (a crise é uma realidade, mas também uma boa desculpa) 
instalações e serviços lá pensar duas vezes antes bem-vindo · um estagiário. Alguns até 
preferem o estudante · s · e · e · s compensada pelo centro de emprego, porque, neste 
caso, não há necessidade de gratificação. Isso levanta a questão da igualdade perante a 
estágio.

Alunos · e · s tem presas

Para retornar aos organismos públicos, vimos que a gratuidade não é obrigatório este ano. 
Mas o que será que no próximo ano? Se torna-se obrigatório, o aluno · s · e · e · ser 
feliz, porque eles s e eles podem preencher um pouco mais a sua tigela. Mas, se os órgãos 
públicos não são dados os meios que lhes permitam implementar essa gratificação, há uma 
aposta segura que alguns se recusam foodies e eles, também, receber estagiários. Portanto 
campo de golfe será ainda menos, o que, inevitavelmente, afetar a formação de estudantes · 
e · s: procurar campo de golfe localizado mais longe da instituição de formação, alongando 
formação Claro que não se entregue a tempo ...

Gratuidade gratuidade ou não?

Como o problema de bônus, por que não simplesmente apagar? Porque você sempre · · · e · s 
do aluno não pode pagar e fazer a sua formação enquanto gerencia o resto (alimentação, 
habitação ...); Assim, qualquer ajuda é bem-vinda. Especialmente neste caso, o bônus não é 
um salário ou uma soma, além de pagamento regular. De fato, como não há compensação, 
gratificação é uma quantidade simples e escassa de dinheiro.
Porque os alunos trabalham, o que abre direito a uma compensação financeira. Que o salário 
já está operando uma briga e que os salários estão morrendo de fome, se, além do trabalho 
feito não é pago a exploração capitalista, em seguida, atingido um estágio extremo.

Permanecer firme em reivindicações e cético em relação a anúncios

final de fevereiro, Estado afirma que um "fundo de transição" será criado para "ajudar 
recentemente sujeito a organizações gratificação." Mais de golfe serão oferecidos serviços 
adicionais no estado. Mas vamos ver o que vai dar. Este fundo vai estar lá permanente? O 
campo de golfe eles vão realmente aumentar assim? Por contras, como anarquistas, apoiar o 
aluno · e · s em suas demandas, inclusive financeira!

Grupo Haute-Savoie

1. Para o fundo, ver Lei de 31/03/06, um decreto de 31/01/08, outro de 21/07/09, um ato de 
24/11/09, um outro 28/07 / 11.
2. Lei "Fioraso" de 2013/07/22 relativas ao ensino superior e pesquisa.


More information about the A-infos-pt mailing list