(pt) Contra os despedimentos na TEKA em Espanha by AIT-SP - Núcleo de Lisboa

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 23 de Março de 2014 - 15:01:30 CET


A PORTINOX, do Grupo TEKA, despediu 13 funcionários na fábrica em Granada, Espanha.
A multinacional, a operar em 33 países, não pode valer-se da desculpa das dificuldades 
económicas, pois se a situação fosse grave, os cortes teriam de se repercurtir nos 
avultados salários dos gerentes e não nos dos trabalhadores.
O mais provável é que este despedimento colectivo se enquadre numa estratégia da empresa 
para desmantelar e transferir a Portinox para países onde a produção seja mais barata, 
como mostra a actuação do grupo Teka em Santander, Espanha, com o despedimento de 198 
trabalhadores.
Isto tudo, como sempre, com a colaboração desprezível do Ministério do Emprego Espanhol, 
dos meios de comunicação social que se têm limitado a passar a versão da empresa, chegando 
a citar textualmente as cartas de demissão e com os sindicatos oficiais a limitarem-se a 
seguir as instruções que o patronato lhes ditou.
A última palavra é, pois, dos trabalhadores. Apenas organizados poderemos fazer valer a 
nossa voz!
A CNT, Confederação Nacional do Trabalho, tem estado em luta contra a empresa há vários 
meses e hoje multiplicam-se em todo o mundo as acções de solidariedade para que os 
trabalhadores sejam readmitidos.
Em Espanha, em Portugal e em todo o lado, a solidariedade entre trabalhadores e 
trabalhadoras em luta será sempre mais forte do que toda a repressão dos patrões!

Readmissão dos trabalhadores despedidos em Granada!

Um ataque contra um é um ataque contra todos!

AIT-SP | Núcleo de Lisboa


More information about the A-infos-pt mailing list