(pt) Anarchist Federation of Rio de Janeiro - Solidarity with the comrades persecuted by state terrorism [machine translation]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 15 de Julho de 2014 - 18:05:50 CEST


Nós da FARJ nos solidarizamos com todos(as) os(as) militantes perseguidos(as) pelo 
terrorismo de Estado implementado pelo Governo Federal com apoio dos governos do 
estaduais, municipais e da mídia burguesa. Nos solidarizamos especialmente com os 19 
companheiros perseguidos que foram arbitrariamente presos sob prisão preventiva por cinco 
dias, no último sábado, dia 12. Lutar não pode e nunca será um crime. ---- Denunciamos 
como covarde e autoritária a atuação terrorista do governo federal e estadual, que 
utilizando as polícias militares e civis tenta transformar militantes, movimentos sociais 
e organizações políticas em "criminosos"! ---- Nos solidarizamos (e estivemos em suas 
fileiras), com todos(as) aqueles(as) que sofreram a repressão covarde e o cárcere coletivo 
imposto pela polícia militar no ato "A festa nos estádios não vale a lágrima das favelas", 
no último domingo, dia 13, mantendo centenas de pessoas presas dentro do perímetro da 
praça Saens Pena sem poderem sair. Sem contar as covardes agressões e uso irracional da 
violência por parte do Choque e Polícia Militar contra manifestantes e mídia-ativistas.
Não esperemos nenhum repeito pelas leis do Estado de direito. São nesses momentos de 
confronto e luta de classes que o Estado mostra a sua verdadeira face.
O mesmo Estado que faz as leis não tardam em assassiná-las e passar por cima dos direitos 
do povo quando o que importa é a defesa da propriedade privada e dos interesses dos poderosos.
O Estado é a violência do capital, da burguesia e dos setores políticos dominantes contra 
nós, trabalhadores e trabalhadoras. Mas não nos esconderemos das ruas nem dos trabalhos de 
base. Não deixaremos de fazer o que sempre fizemos: lutar, criar, poder popular!
Protestar não é crime!
Liberdade aos presos/as políticos/as!
===============================================================


Approved: suksriseup
We at FARJ in solidarity with everyone (as) (as) chased militants (as) by state terrorism 
implemented by the Federal Government with support from the governments of the state, 
municipal and bourgeois media. Especially in solidarity with the 19 persecuted comrades 
who were arbitrarily detained on remand for five days, on Saturday, June 12. Struggle can 
not and will never be a crime. ---- Denounced as cowardly and authoritarian terrorist 
actions of federal and state government, using the military police and civilian tries to 
turn activists, social movements and political organizations "criminals"! ---- We support 
(and were in their ranks), with all (the) ones (those) who were cowardly repression and 
collective imprisonment imposed by the military police in the act "Party in stadiums not 
worth the tear slums" on Sunday 13th, keeping hundreds of people trapped inside the 
perimeter of the square without Saens Pena may leave. Not to mention the cowardly 
aggression and irrational use of violence by the Shock and military police against 
protesters and media-activists.
Respect, do not expect a9108361910836191083619108361n9108361y laws the rule of law. It is 
in these moments of confrontation and class struggle that the state shows its true face.
The same state that makes laws not slow to kill them and go over the rights of the people 
when what matters is the defense of private property and the interests of the powerful.
The State is the violence of capital, the bourgeoisie and the ruling political sectors 
against us workers. But not hide in the streets or the grassroots. Do not stop doing what 
we've always done: fight, build, people power!
Protesting is not a crime!
Freedom for the prisoners / the political / them!


More information about the A-infos-pt mailing list