(pt) France, Alternative Libertaire AL #233 - Reforma Fir: Uma Cilada para trabalho de inspeção? (en, fr) [traduccion automatica]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 9 de Janeiro de 2014 - 09:23:44 CET


Ministro do Trabalho diz "socialista" está actualmente a implementar uma reforma da 
inspecção do trabalho, o que põe em risco o funcionamento do último servindo empregado-es. 
Como trabalhadores, estamos todos preocupados e todo-es. ---- O assassinato da inspecção 
do trabalho agora está programado. O seu papel é assegurar, através de inspecções sem 
aviso prévio em empresas ou sites, aplicação do direito do trabalho. Nesse sentido, 2200 
agentes, para 18,3 milhões de empregados-es, es são responsáveis pela aplicação das normas 
do Código do Trabalho. A figura ridícula que reflete a vontade política para impedir seu 
funcionamento. Mas o MEDEF e seus comparsas querem ir mais longe, e torna-se inofensivo.

Desemprego explode, mal-estar no trabalho invade a cabeça dos trabalhadores e os salários 
estagnados. Quais são as políticas? Certo, já, não substituir todos os funcionários se 
aposentando, e defendeu a restrição dos gastos públicos. Na continuação, o governo diz que 
"esquerda", criado pela voz do seu ministro do Trabalho, Michel Sapin, uma reforma que é 
reorganizar totalmente os serviços de inspecção do trabalho. Não é mais uma questão ou 
usuários ou serviço público, mas traçando a operação deste último sobre o negócio.

Na verdade, ele cria unidades de controle de agosto a dezembro de agentes, impulsionado 
por diretores ordens do Governo, que irão trabalhar para a direção e gestão, como no setor 
privado. Seu trabalho: dar cenouras agentes bajuladores e sopra a ovelha negra, definir as 
operações com 'e limitar a ação de agentes nos requisitos departamentais; criar secções 
especializadas a uma distância final com empregado es. Controlos aleatórios finitos que 
agradavam tanto os empregadores! É o fim de uma inspeção do trabalho em geral e independente.

Ofender empregadores

A reforma também remove o corpo de controladores de trabalho para um único corpo de 
inspectores do trabalho. Na verdade, a questão não é especialmente substituir funcionários 
que estão se aposentando e reduzir o número de cargos disponíveis no concurso.

Uma inter-resposta é liderado pela CGT, FO, FSU e do Sul, com ações regionais e 
departamentais e uma manifestação nacional no dia 22 de outubro. Mas a reforma afeta todos 
os Fir-es de funcionários. O governo, por um lado, quebra o Código do Trabalho com o 
Acordo Nacional Interprofissional (Ani) sobre a "segurança no emprego". Por outro lado, 
põe em risco a aplicação da legislação laboral. Em todos os casos, é para satisfazer 
plenamente as expectativas do MEDEF.

Solucionar problemas de fundo implica contrário aos recursos humanos na inspecção do 
trabalho para atender às expectativas de-es de funcionários, ao Código do Trabalho, em seu 
serviço, e promover uma verdadeira convicções da delinquência empregador prevalente nestes 
tempos de crise. É um convite a todos os es-funcionário para assinar a petição on-line no 
site do Trabalho Assuntos Sociais do Sul: www.sud-working-business sociales.org

Floc'h (Ami AL)


More information about the A-infos-pt mailing list