(pt) Federação Anarquista do Rio de Janeir - Ocupação militar da Maré - 50 anos depois a história se repete como violência (en)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 2 de Abril de 2014 - 13:10:41 CEST


A ocupação militar do conjunto de favelas da Maré pelo governo estadual e federal, além de 
vergonhosa é emblemática. Um dia antes dos 50 anos do golpe civil e militar de 64 vemos 
que os aparatos e práticas de repressão ao povo não foram desmobilizados com o fim da 
ditadura. Pelo contrario, continuaram atuantes, principalmente com a violência dos estado 
nas favelas e periferias, e se aperfeiçoaram. E hoje estes aparatos cada vez mais 
trabalham para garantir o avanço dos interesses do capitalismo contra o povo.
Na cidade e no campo, nas periferias e nas favelas o povo pobre é violentado há décadas 
pelo poder público que o priva de direitos como saúde, educação, moradia digna, 
saneamento, lazer, transporte, entre outros. Diante disso, a resposta do estado é uma 
política de repressão e controle social, como esta militarização das favelas e a 
criminalização dos pobres e movimentos sociais. Um rolo compressor que avança, conduzido 
pelos governos e tendo o capitalismo como motor.

Na ocupação militar do conjunto de favelas da Maré, logo atrás dos tanques do exército 
avançando sobre as ruas da favela segue o exército das empresas de telefonia, TV a cabo e 
serviços. Num macabro espetáculo midiático, os veículos de comunicação privados continuam 
fazendo seu papel de mentir sobre os fatos e apresentar toda esta violência do estado 
contra os moradores como se fosse algo natural e justificável. E o que importa para o 
governo não é o bem estar do povo, mas garantir que a Copa do Mundo, Olimpíadas e demais 
mega eventos ocorram e gerem um gordo lucro para as empreiteiras e todas as empresas que 
patrocinam estes eventos dos ricos. Nem que para isso seja necessário todo um aparato 
militar de controle social que tristemente nos remete aos sinistros tempos da ditadura 
civil e militar.

Repudiamos esta violação dos direitos humanos contra os(as) moradores do conjunto de 
favelas Maré, a criminalização dos(as) pobres, dos movimentos sociais e de todos(as) que 
manifestam indignação contra essa política da morte. Abusos como mandatos coletivos e leis 
que permitem a espionagem e repressão a movimentos sociais, são exemplos de que os 
governos só vêem o povo como um potencial criminoso.
Diante desta política de violência e morte do capital e do estado defendemos a vida com 
dignidade, o povo organizado e protagonista das decisões sobre as questões de sua vida, de 
sua moradia e trabalho.

É fundamental a solidariedade de todos(as) nesse momento, assim como a ampla divulgação de 
informações. Alguns endereços de comunicação popular e comunitária:
https://www.facebook.com/Marevive
https://www.facebook.com/FavelaFiscal
https://pt-br.facebook.com/pages/Tem-Morador
Viva a Maré!!! Maré Vive!!!
Federação Anarquista do Rio de Janeir


More information about the A-infos-pt mailing list