(pt) Relato do Encontro de Formação do Fórum do Anarquismo Organizado - Regiona l Sul [en]

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 22 de Março de 2012 - 13:36:16 CET


Nos dias 17 e 18 de março de 2012 aconteceu em Florianópolis/SC um encontro de
formação da região sul do Fórum do Anarquismo Organizado (FAO), contando com a
presença de cerca de 20 militantes de diversas localidades, organizados na Federação
Anarquista Gaúcha (FAG), no Coletivo Anarquista Bandeira Negra (CABN) de
Florianópolis, Joinville e do recente pró-núcleo Chapecó; e integrantes do Coletivo
Anarquista Luta de Classe (CALC) e do Coletivo Quebrando Muros, ambos de Curitiba,
além de um convidado da Organização Anarquista Socialismo Libertário (OASL), de São
Paulo.
O encontro aconteceu na Escola Otília Cruz, no bairro Coloninha, local onde os
moradores vêm travando uma luta contra o Governo Estadual, que fechou a escola em
2008 com o intuito de transformar o espaço em um reformatório. Para resistir a esse
ataque de seu direito social à educação, os moradores organizados através da
Associação de Moradores da Coloninha conseguiram ocupar o espaço e estão desde então
gerindo o espaço com as suas próprias mãos, no intuito de frustrar os planos do
governo que desejava transformar a escola em reformatório e da especulação
imobiliária que deseja negociar o terreno com o Estado, na luta para abrir novamente
a escola. A comunidade mantém diversas oficinas no local, como bateria de samba
mirim, futebol, judô, dança de salão, violão, entre outras, que têm o importante
papel de agregar os moradores da região e dar uso ao local.

A formação discutiu o funcionamento interno da organização específica anarquista,
seu processo de ingresso e formação, o estilo de trabalho do militante, a
importância da estratégia e de um plano de trabalho que seja capaz de acirrar a luta
de classes e caminhar rumo ao poder popular, através da autogestão e do federalismo
das classes oprimidas em luta. O encontro também possibilitou a troca de
experiências entre nossas frentes de atuação nas diversas cidades, o que nos
permitiu pensar a articulaçãodas lutas de nossas organizações regionalmente.

Seguimos pouco a pouco construindo o anarquismo organizado na região Sul e no
Brasil, sem nos isolar das lutas populares ou nos sobrepôr a elas, mas participando
ombro a ombro na construção de um povo forte, para alcançar a sociedade socialista e
libertária.

Lutar, Criar, Poder Popular!


Fórum do Anarquismo Organizado





More information about the A-infos-pt mailing list